CONTRA O FIM DA COBAL DO HUMAITÁ!!!

CONTRA O FIM DA COBAL DO HUMAITÁ!!!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Adriana Bogéa criou este abaixo-assinado para pressionar Governador Cláudio Castro e

Mesmo tombada POR INTERESSE HISTÓRICO E CULTURAL, PELO PROJETO DE LEI Nº 1305/2019, de autoria dos Deputados ELIOMAR COELHO, LUIZ PAULO, ANDRÉ CECILIANO, A COBAL DO HUMAITÁ, na cidade do Rio de Janeiro, continua ameaçada!!! Desde 2004, este importante Centro de Comércio, coração da produção cultural da cidade, do comércio de hortifrutti, bares, restaurantes, floriculturas e afins, vem sendo ameaçada de extinção. Ao longo dos anos, a Cobal vem sendo alvo de muita especulação imobiliária e muito já foi levantado sobre o que poderia ser construído no terreno da Cobal - entre os planos para o terreno estava um edifício-garagem de 11 andares. Com a entrada do novo governo federal, de viés liberal na economia, iniciou-se um ambicioso processo de desestatização em vários setores da máquina pública e a CONAB, detentora de vários imóveis espalhados pelo país, entre eles a Cobal do Humaitá, seria um órgão importante para este fim. As pressões pela privatização do espaço da Cobal só vêm aumentando e a não renovação dos contratos dos comerciantes vem esvaziando o espaço gradativa e assertivamente. Segundo argumentos da CONAB, o espaço deixou de cumprir sua função inicial, que consistia em ajudar a escoar a produção agrícola em grandes centros urbanos. Ocorre que duas décadas depois do mercado ser concebido, já não fazia mais sentido continuar como estava e, combinando a necessidade de sobrevivência dos comerciantes aos anseios dos cariocas, o espaço foi se adequando aos interesses de seus frequentadores e criou-se um espaço vibrante que, em meados dos anos 1990, se tornou um dos espaços mais concorridos da cidade do Rio de Janeiro. Forçar a saída de lojistas é interpretado por alguns como uma tentativa de entregar o espaço de forma pouco transparente para especuladores imobiliários. Pedimos aqui a sua ajuda para manifestarmos nosso desacordo com o processo de desmonte desse espaço-ícone da cultura e do comércio carioca, que por cerca de 50 anos vem produzindo história dentro da nossa cidade e proporcionando cerca de 5.000 empregos direta ou indiretamente com suas atividades. A pressão da sociedade está surtindo efeitos e Governo do Estado e Prefeitura já iniciaram conversação em Brasília para assumir a gestão da Cobal. Uma reunião na Capital Federal deu início ao processo de “estadualização” da Cobal, que seria gerida também pela prefeitura e pelos empresários do local. Uma solução definitiva envolvendo União, Estado e Município deve ser apresentada em 30 dias. Vamos continuar a nossa pressão!!! NÃO DEIXAREMOS A COBAL MORRER!!! AJUDEM-NOS NESSA LUTA!!!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!
Com 100 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!