Pela abertura de matrículas para a EJA!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500!


Por meio deste abaixo assinado viemos reivindicar a abertura de novas matrículas nas Ejas, Neejas e Escolas Técnicas da rede estadual!

Somos professores e fazemos parte das comunidades de Ejas, Neejas e Escolas Técnicas. Temos vivido dias de angústia acompanhando as dificuldades diárias de nossos alunos durante este período de pandemia e aulas remotas. O Coronavírus chegou até a casa de várias famílias junto com o desemprego. A fome está batendo na porta. As alunas, mães e avós, têm se ocupado muito mais com suas crianças, inclusive em tentar auxiliá-las nas tarefas escolares. Nisso, muitos alunos acabaram deixando, ao menos temporariamente, o sonho de completar seus estudos. Aqueles que estão conseguindo manter-se estudando, relatam diversas dificuldades com as tecnologias: aparelhos que apagam as tarefas recebidas, aparelhos em que é complicado baixar aplicativos novos, internet limitada etc. Estamos fazendo diversos esforços para auxiliá-los, usamos nossos aparelhos pessoais e disponibilizamos nossos contatos pessoais, ligamos para os alunos que se distanciaram da escola, trocamos mensagens por Whatsapp e entregamos atividades presencialmente. 

Diante desse cenário, esperávamos mais atenção e cuidado da mantenedora (SEDUC/RS). No entanto, o que temos recebido é descaso. A modalidade EJA, por exemplo, ficou fora do planejamento da matriz curricular do estado e orientações específicas chegaram apenas em agosto. Nosso semestre está acabando, e as determinações que a Secretaria de Educação enviou evidenciam o descaso:

- Exclusão da plataforma Google Classroom, dos alunos de Neejas ausentes durante a pandemia.

- Cancelamento das matrículas daqueles alunos que estiveram ausentes durante a pandemia. Muitos estudantes não conseguiram realizar as atividades remotas, seja de maneira física ou virtual.

- Não abertura de novas matrículas para o próximo semestre, apenas turmas de continuidade, com a justificativa da pandemia do Covid 19. Ora, o governo Eduardo Leite propôs o retorno das aulas presenciais em 31/08/2020, com pandemia e tudo, mas para novas matrículas não pode?

De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), é dever do Estado garantir a oferta de educação escolar regular para jovens e adultos. Cancelando matrículas de alunos sem acesso à internet e não abrindo novas matrículas, o governo está agindo de forma contrária à lei e aumentando a evasão escolar.