Extinção da Emepa - Empresa de Pesquisa Agropecuária da Paraíba

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 5.000!


Meus colegas pesquisadores, produtores rurais e povo brasileiro, vamos reconhecer a Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba que, apesar das dificuldades por que passa, tantos serviços prestou e ainda presta,  ao setor agropecuário paraibano, nordestino e brasileiro. Não se entende nossos governantes. Quando uma instituição pública está em dificuldades, ao invés de buscar fortalecê-la, correm para fechar as portas. Senhor Governador, a fusão proposta enfraquece a missão, tão específica, da Emepa. Repense a decisão. Leiam a missiva abaixo e dêem seu apoio contra este ato.

NOTÍCIA

Lamentável informar aos criadores e selecionadores de todo o país, a dissolução da Empresa de Pesquisa Agropecuária da Paraíba - EMEPA-PB, através de Medida Provisória, pelo Governo do Estado da Paraíba.

Após 40 anos de pesquisas agropecuárias direcionadas a convivência harmônica de plantas e animais ao meio ambiente do semiárido nordestino, a EMEPA-PB, referência nacional e internacional, principalmente em genética com animais tropicais, a exemplos:Gir Leiteiro (81 anos de seleção); Guzerá Leiteiro (69 anos de seleção); Raça Sindi (a empresa foi responsável pela introdução dos descendentes da importação de 1952 do Paquistão no Nordeste); também referência em caprinos e ovinos tropicais e raças leiteiras e de corte exóticas, tais como: Boer, Dorper, Savana, Damara, Alpina Britânica, Parda Suiça, Alpina Francesa, Anglo Nubiana e entre cruzamentos de raças exóticas com nativas.

Seus pesquisadores dedicaram 40 anos para criarem um dos mais importantes e avançados bancos genéticos animal do País, sendo referência para todo o Brasil e para os países das regiões tropicais, principalmente das zonas tropicais áridas e semiáridas.

Não existe no País um criador ou selecionador dessas raças e associações promotoras de raças puras, que não tenham como referência em muitos aspectos, o nome ou marca da EMEPA-PB.

Com uma justificativa de economizar recursos financeiros se dissolve uma empresa de pesquisa sem avaliar qual era ou foi o valor incalculável para economia do estado, dos estados nordestinos e do país dessas pesquisas, publicações, seminários, palestras e acesso destes materiais ao universo de pequenos, médios e grandes produtores das zonas semiáridas do país, pois muitos produtos gerados pela EMEPA-PB, transformaram-se em soluções e riquezas para o agronegócio paraibano em particular e nacional de forma geral.

Para se firmar uma referência em pesquisas, uma marca reconhecida pelos produtores, e não só na área animal mas também vegetal e de insumos, essa referência, essa memorização, essa partilha de conhecimentos, só se alcançou com muito esforços, dedicação, sacrifícios, competência, qualidade e reconhecimento da sociedade.

Dissolver uma empresa de pesquisa agropecuária e transformá-la em um departamento de um pool de empresas congêneres, misturando tudo em uma empresa de múltiplos propósitos e ações, significa secundarizar a pesquisa agropecuária, significa apagar um conceito, uma marca de 40 anos de intensa atividade. Era a única empresa do setor agrícola do Estado da Paraíba que tinha visibilidade e .reconhecimento nacional e internacional.

É estarrecedor acabar com a pesquisa agropecuária da EMEPA-PB em favor de economizar recursos para o Estado; entramos no caminho inverso do desenvolvimento social, cultural e econômico da produção agropecuária.
Dizia MAHATMA GANDHI, o fundador da República da Índia e seu grande pai "meu país é tão pobre que não pode prescindir da pesquisa agropecuária".

Paulo Roberto de Miranda Leite
Pesquisador aposentado da EMBRAPA, participou da fundação da EMEPA-PB, Ex presidente da EMEPA-PB, e fundador e ex presidente da ABCSINDI, escritor, conselheiro da ABCZ e criador.



Hoje: Maria Gabriela está contando com você!

Maria Gabriela Peixoto precisa do seu apoio na petição «Gorvenador da Paraíba João Azevedo: Extinção da Emepa - Empresa de Pesquisa Agropecuária da Paraíba». Junte-se agora a Maria Gabriela e mais 2.790 apoiadores.