Criação de projeto de lei para regulamentar o esporte no estado do Rio de janeiro!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500!


Enduro, Moto-cross, Trilha é Esporte, Policial não apreenda nossas motos! #motodetrilhanaotemvistoria

Criação de projeto de lei para regulamentar o esporte no estado do Rio de janeiro!

Os pilotos (de trilha, moto-cross, de enduro, de velo-cross do estado do Rio de Janeiro vem sofrendo a perda do seu principal instrumento para a pratica do esporte, a sua "MOTO". Existem 3 tipos de motos para a prática do esporte, as importadas que poucos podem ter pelo alto preço (possuem como documentação a nota fiscal e o DI (Documento de importação)), as nacionais que alguns podem ter pois os preços são mais baixos que as importadas(possuem como documentação a nota fiscal) e as nacionais de rua convertidas que são mais baratas (possuem como documentação o CRLV do ultimo ano antes da conversão em sua grande maioria) e permitem que uma grande parcela dos praticantes de baixa renda do esporte possam ter a possibilidade da prática e o lazer. Geralmente são motos mais velhas, ou motos compradas em leilão, não possuem uma classificação favorável mesmo sendo uma grande parcela. Não existe a possibilidade de dar baixa no Renavam para não acumular débitos já que não são mais motos para uso urbano. Por outro lado quando a polícia militar aborda uma motocicleta neste perfil exige a documentação em dia e os itens de segurança determinados no CBT. As 3 classificações de motocicletas para a pratica do esporte são consideradas pela Policia Militar irregulares para transitar por áreas urbanas, está ai nosso maior problema, pois as cidades que possuem áreas para a pratica do esporte nem sempre geograficamente essas áreas estão fora da área urbana sendo necessário transitar por bairros para passar de uma trilha para outra ou a para acessar uma pista de off-road. Quando temos o evento denominado "Trilhão", geralmente é permitido o transito das motocicletas nas vias urbanas da localidade, mas nem sempre temos esses eventos e temos os pilotos que não possuem condições de viajar para as cidades onde esses eventos são organizados. Com isso temos um grande fluxo de praticantes nos seus municípios de residencia, que infelizmente perdem suas motos pois vão abastecer nos postos de gasolina ou andando entre trilhas. Esse abaixo-assinado é um pedido de socorro ao nosso governador Wilson Witzel, através do nosso secretário de esporte Felipe Bornier e do deputado estadual Renato Cozzolino, pedimos a regulamentação para o nosso esporte, pois queremos praticá-lo sem o risco da perda de nossas motos. Na sua grande maioria o esporte é praticado entre sexta-feira e domingo, geralmente em cidades serranas. O trilheiro é amigo da natureza e por onde passam fazem amizades e ajudam socialmente as comunidades rurais. Temos ações humanitárias como ocorrido em Teresópolis e Nova Friburgo onde os trilheiros levaram alimentos e medicamentos aos locais mais remotos.

Existe um projeto de lei para homenagear os trilheiros com um dia comemorativo em nosso calendário estadual. Segue link: http://alerjln1.alerj.rj.gov.br/scpro1519.nsf/012cfef1f272c0ec832566ec0018d831/f70dc59d317b2faf83258281006243ed?OpenDocument

Existem ações para regulamentação em outros estados, estamos alinhados nessa busca atualmente com o estado de Minas Gerais que através da FMEMG com seu representante Gustavo Jacob, levou o pedido junto com a comissão do off-road ao DENATRAN para regulamentação do esporte.

Segue link: http://fmemg.esp.br/site/?p=4056

Vamos conseguir o máximo de assinaturas para evoluir-mos com o esporte.