Tiro de Guerra em Bacabal.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Este abaixo assinado está sendo feito para que o Tiro de Guerra seja restaurado, para isso precisamos das assinaturas do povo de Bacabal, para que possamos ter os ouvidos da prefeitura. 

Entenda mais sobre o Tiro de Guerra abaixo.

 

Tiro de Guerra
O tiro de guerra tem como objetivo criar combatentes de 2ª categoria, aptos ao desempenho de tarefas no contexto de defesa territorial e defesa civil. Os TGs são estruturados de forma que o convocado possa conciliar a instrução militar com o trabalho ou estudo. Ao se alistar no serviço militar obrigatório o indivíduo pode ser convocado para o TG, que geralmente fica no próprio município, e assim se tornar parte do efetivo variável (EV) do EB, podendo servir até 9 anos, começando como soldado de 2º Classe, não engajado.
. No serviço militar obrigatório também é possível ingressar no CPOR (Centro de Preparação de Oficiais da Reserva), concluindo o curso o indivíduo se torna um Aspirante-a-Oficial do Efetivo Variável, podendo servir até 9 anos e subir na hierarquia. Para se candidatar a uma vaga no CPOR é preciso: Ser brasileiro nato, estar matriculado em algum curso superior reconhecido pelo MEC, ser solteiro, estar se apresentando para o serviço militar inicial como voluntário para servir no CPOR. Além disso o candidato precisa passar nos testes de aptidão física, testes escritos, exames médicos oftalmológicos e uma avaliação psicológica. Somente os candidatos mais bem qualificados são matriculados como alunos.

Atualmente no Maranhão existem em operacionalidade três Tiros de Guerra:
TG 10-002 – Caxias-MA
TG 10-003 – Codó-MA
TG 10-008 – Pedreiras-MA
O quarto seria o de Bacabal (TG 10-017 – Bacabal-MA), mas encontra-se desativado há mais de uma década.

(informações tiradas do blog Abel Carvalho).

 



Hoje: David está contando com você!

David Lima precisa do seu apoio na petição «gabinete@bacabal.ma.gov.br: Tiro de Guerra em Bacabal.». Junte-se agora a David e mais 30 apoiadores.