Fim da Farra dos Comissionados na Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


Em respeito à moralidade administrativa, lutamos pela paridade entre comissionados e efetivos.

"Existe explicitamente uma histórica prática de apadrinhamento na maioria das casas legislativas do país e aqui no Mato Grosso do Sul não é diferente".

Apesar da realização do primeiro concurso público, muito pouco se evoluiu a respeito, pois ainda se ouvem inúmeras alegações de irregularidades com pessoas ilegalmente fazendo parte do quadro de pessoal e com a presença excessiva de indicados políticos (comissionados), inclusive preenchendo vagas que, segundo a Constituição, deveriam ser de pessoas concursadas.

Esse cenário fica ainda mais alarmante, sabendo que muitos desses comissionados recebem salários superiores aos dos concursados gerando um maior gasto para Administração Pública.

Queremos chamar a atenção da sociedade para a obrigatoriedade de regularizar a situação com a eliminação massiva das ilegalidades e do excesso de servidores comissionados contratados.

É necessária a exoneração de tantos ocupantes de cargo em comissão quanto bastem para atender o princípio da proporcionalidade e moralidade administrativa, a fim de que o número de cargos de servidores comissionados NÃO SEJA SUPERIOR ao de cargos de servidores efetivos (concursados) e estes não tenham suas vagas ocupadas irregularmente por indicados políticos.

Contamos com apoio de toda sociedade na luta pela moralidade no serviço público e O FIM DA FARRA DOS COMISSIONADOS NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO MS.

Ajude os aprovados do concurso de 2016, Assine e Compartilhe!!!



Hoje: Aprovados está contando com você!

Aprovados ALMS precisa do seu apoio na petição «Fim da Farra dos Comissionados na Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul». Junte-se agora a Aprovados e mais 353 apoiadores.