Fim da Farra dos Comissionados na Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


Em respeito à moralidade administrativa, lutamos pela paridade entre comissionados e efetivos.

"Existe explicitamente uma histórica prática de apadrinhamento na maioria das casas legislativas do país e aqui no Mato Grosso do Sul não é diferente".

Apesar da realização do primeiro concurso público, muito pouco se evoluiu a respeito, pois ainda se ouvem inúmeras alegações de irregularidades com pessoas ilegalmente fazendo parte do quadro de pessoal e com a presença excessiva de indicados políticos (comissionados), inclusive preenchendo vagas que, segundo a Constituição, deveriam ser de pessoas concursadas.

Queremos então chamar a atenção da sociedade para a obrigatoriedade de se regularizar a situação com a eliminação massiva das ilegalidades e do excesso de servidores comissionados contratados.

É necessária a exoneração de tantos ocupantes de cargo em comissão quanto bastem para atender o princípio da proporcionalidade e moralidade administrativa, a fim de que o número de cargos de servidores comissionados NÃO SEJA SUPERIOR ao de cargos de servidores efetivos (concursados) e estes não tenham suas vagas ocupadas irregularmente por indicados políticos.

Contamos com apoio de toda sociedade na luta pela moralidade no serviço público e O FIM DA FARRA DOS COMISSIONADOS NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO MS.

Ajude os aprovados do concurso de 2016, Assine e Compartilhe!!!