Professores do Curso de Direito UFRN/CERES/Caicó priorizem as aulas à noite

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!


Os alunos do Curso de Direito da UFRN/CERES/Caicó reivindicam que o turno noturno seja priorizado pelos professores do curso na distribuição de disciplinas, haja vista que, a despeito do curso abranger os turnos vespertino e noturno, é sabido que a proposta do curso sempre foi possibilitar uma ampla participação da sociedade seridoense em um dos poucos, se não o único, cursos jurídicos da região, inclusive daqueles que labutam diuturnamente para o próprio sustento e o da família.

Ademais, é de conhecimento comum que grande parte do corpo discente exerce algum tipo de atividade remunerada no período da tarde, o que impossibilita a participação frequente em aulas nesse turno.

Some-se a isso o fato de que grande parte das cidades circunvizinhas não dispõe de transportes escolares no período vespertino, o que afetaria fortemente outra grande parcela do alunado, tornando a participação nas aulas um processo excessivamente oneroso, fora da realidade da classe estudantil.

Em virtude dos motivos ora apresentados, solicitamos que o Coordenador do Curso de Direito do CERES/UFRN/Caicó e o Chefe do Departamento de Direito do CERES considerem reorganizar a distribuição dos horários das disciplinas do oitavo período do Curso, preenchendo os horários vagos da noite com algumas aulas que foram colocadas no período vespertino, deixando o período da tarde para situações excepcionais em que o turno da noite já esteja plenamente contemplado. Tal solicitação visa possibilitar a continuidade da formação desses discentes que já tanto lutaram e lutam a cada dia para crescerem profissionalmente e ingressarem no mercado de trabalho.

 

Por favor, não tornem nossa batalha ainda mais árdua!!!



Hoje: José Elivelto está contando com você!

José Elivelto de Medeiros Batista precisa do seu apoio na petição «fabriciodireito@gmail.com: Professores do Curso de Direito UFRN/CERES/Caicó priorizem as aulas à noite». Junte-se agora a José Elivelto e mais 109 apoiadores.