Formalização de comercialização com ética entre fabricantes, atacadistas e lojistas

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!


Os lojistas, consultores e representantes do mercado erótico e sensual no Brasil, viemos através deste abaixo assinado, procurar estabelecer uma política de vendas para sobrevivência no mercado, diante da dificuldade que ora assola os pequenos comerciantes desses produtos, frente aos atacadistas, atacarejos e distribuidores.

Vale ressaltar que a política de preços praticada pelos atacarejos, condena a sobrevivência dos pequenos lojistas no mercado erótico, sendo assim, muitos lojistas não conseguem se substabelecer e fecham as portas prejudicando o comercio desses produtos.

Diante disso, se faz necessário à união de todos para que se estabeleça uma politica de vendas de forma uniforme, onde os lojistas e atacarejos convivam em harmonia com os lojistas, garantindo a sobrevivência de todos de forma salutar, com politicas e regras de preços, de vendas e expansão do mercado, com o intuito de minimizar a destruição dos pequenos comerciantes do mercado erótico.

Na tentativa de manter um equilíbrio entre as vendas no varejo efetuadas pelos atacarejos diretamente ao consumidor final, fica a sugestão de que seja estabelecido um mínimo de R$ 500,00 (quinhentos reais) em produtos, bem como regras de cadastros para esses consumidores mantendo o preço fechado para visitantes dos sites/e-commerce, permitindo a sua visualização apenas após cadastro confirmado na plataforma para todos comerciantes do ramo atacarejo.

Por fim, na certeza da boa convivência com os fabricantes e os comerciantes do ramo de atacarejo, a proposta desta é reunir com os envolvidos para juntos encontrar o melhor caminho para o comércio no ramo do mercado erótico e sensual no Brasil, estabelecendo regras no varejo com a venda direto ao consumidor final.



Hoje: Leonel Victor está contando com você!

Leonel Victor Alexandre Marlene precisa do seu apoio na petição «Fabricantes: Formalização de comercialização com ética entre fabricantes, atacadistas e lojistas». Junte-se agora a Leonel Victor e mais 146 apoiadores.