#ReduzFAAP

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500!


O presente cenário de instabilidade política e econômica se intensifica com o avanço da pandemia do COVID-19 e o isolamento social nacional continua a ter seu prazo final incerto. Nesse contexto, os alunos da FAAP seguem tendo aulas de ensino remoto, que apresentam constantes e diárias dificuldades, que comprometem a qualidade do curso e do aprendizado.
A infraestrutura do Campus não está sendo utilizada, assim como as oficinas, laboratórios, estúdios e os demais equipamentos, materiais de estudo, softwares e serviços presentes na faculdade, fundamentais para realização de atividades e aulas práticas, que constituem uma parcela considerável da estrutura curricular de muitos cursos. Por serem online, as aulas enfrentam suas limitações, principalmente quanto a plataforma de vídeo utilizada e sua restrição de tempo e a falta de treinamento dos professores que não apresentam domínio
sobre ela.
Vale destacar que, com a paralisação, há uma brusca redução nos gastos de energia, água, limpeza e manutenção diária da instituição, além de professores integrais e funcionários contratados que tiveram redução salarial. Com todos esses cortes de gastos, não houve uma redução horizontal da mensalidade, ainda que muitos alunos e suas famílias estejam com sua renda cortada ou comprometida, o que dificulta o pagamento das mensalidades e gera
inadimplência.
Os desafios impostos ao corpo docente são grandes, assim como todo o cenário da crise pandêmica mundial, todos buscam se adaptar, por isso é importante um diálogo aberto e uma transparência da instituição perante as medidas que são tomadas. Compreendendo essa conjuntura, pedimos que a mensalidade seja reduzida para se encaixar na realidade do ensino à distância, assim como melhores opções de negociação de dívidas aos inadimplentes, tendo em vista que o que propomos procura garantir a permanência estudantil dentro da
FAAP.