EU QUERO MEU VOTO IMPRESSO!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 10.000!


A sociedade brasileira precisa reagir e pressionar o TSE para cumprir a lei do voto impresso, pois esta é a única forma de termos um eleição segura e transparente este ano. Para entender melhor o que está acontecendo leia o texto abaixo:

O DIREITO DE VOTO é um dos principais fundamentos de uma DEMOCRACIA, pois é através dos VOTOS que o POVO escolhem seus REPRESENTANTES no Governo. Partindo deste princípio uma ELEIÇÃO deve ter transparência e a possibilidade de uma auditoria contábil nos votos caso seja necessário.

Atualmente o processo de eleição no Brasil é feito com votos em urnas eletrônicas, onde o voto é secreto e não é possível fazer uma recontagem dos votos em caso de suspeita de fraude. O fato é que o Brasil é o único país no mundo que ainda usa o sistemas de 1ª geração das urnas eletrônicas. Que torna totalmente obscuro o processo de contagem de votos.

Países como Alemanha, Holanda, Irlanda, Inglaterra e Paraguai testaram e abandonaram sistemas de 1ª Geração por falta de transparência ou falta de confiabilidade e, no momento, não estão usando votação eletrônica.

Países como Bélgica, Russia, Índia, EUA, Canadá, México, Venezuela, Peru, Equador e Argentina que abandonaram sistemas de 1ª Geração e passaram a usar sistemas VVPAT de 2ª Geração (independentes do software, no caso o voto impresso). E por fim existem países que estão testando e usando sistemas de 3ª Geração, com auditoria facilitada.

Atualmente existe uma lei que obriga o TSE implantar o VOTO IMPRESSO nas eleição de 2018, porem o Ministro Gilmar Mendes que é Presidente do TSE argumenta que a impressão dos votos é muito caro. E que somente 30 mil das 500 mil urnas eletrônicas terão o voto impresso nas eleições de 2018, no caso isto é apenas 5% das urnas. Neste ponto fica claro que o TSE NÃO QUER CUMPRIR A LEI.

O escritório de Modesto Carvalhosa impetrou na Justiça do Distrito Federal uma ação popular contra Gilmar Mendes e Maurício Caldas, diretor-geral da secretaria do TSE, em prol do voto impresso. E demostrando que existe dinheiro para o TSE implantar o VOTO IMPRESSO EM 100% DAS URNAS EM 2018.

Agora que o coisa fica estranha, pois no dia 12 de janeiro de 2018 o TSE abriu o pregão para escolha da empresa que fornecerá impressoras para 30 mil urnas eletrônicas. Apesar de várias ações na justiça para impedir este pregão.

E para melhorar a empresa vencedora do pregão é o Consórcio Smartmatic, a mesma empresa que fez a eleição na Venezuela e confirmou que teve fraude no processo. Para vencer o pregão a empresa teve que refazer seu lance de R$ 65,4 milhões para R$ 62,6 milhões, assim abrindo mão de seu lucro.

E cada vez mais a coisa ficam melhor, pois este consórcio é formado pela Smartmatic Brasil Ltda (líder) que irá fornecer o hardware e Smartmatic International Corporation (SIC), offshore sediada em Barbardos que irá fornecer o software. Neste caso a empresa não poderia concorrer no pregão do TSE, pois é integrado por uma empresa estrangeira sem habilitação para atuar no Brasil, assim precisaria de um decreto do executivo para pode participar. Porém o TSE mais uma vez rasgo a lei e pediu à Smartmatic registro de idoneidade da offshore em Barbados. Em resposta, a empresa forneceu telefones de órgãos do governo local para obter os dados.

E importante lembrar que a empresa líder (Smartmatic Brasil) indica cinco venezuelanos e um português como pessoas “legalmente habilitadas” para representar o consórcio na concorrência.

Resumindo a questão:

  1. Nosso sistema de eleição não é seguro e transparente.
  2. O TSE não quer cumprir a lei e implantar o VOTO IMPRESSO EM 100% DAS URNAS.
  3. O pregão realizado pelo TSE levanta várias dúvidas na escolha da empresa vencedora.
  4. A empresa vencedora que irá fornece o software é estrangeira e não poderia participar do pregão, pois coloca em risco a segurança da eleições no Brasil.
  5. Os responsável pela empresa vencedora no Brasil são cinco venezuelanos e um português.

 E minha pergunta a todos os brasileiro é:

Você confia em um processo de eleição com urnas eletrônicas que não tem a possibilidade de recontagem de votos?

Se sua resposta é NÃO, por favor nos ajudem, assine este abaixo assinado e vamos obrigar o TSE a implantar o voto impresso em 100% das urnas na eleição de 2018. Pois assim em caso de fraude podemos pedir a recontagem dos votos.

ELEIÇÕES SEM 100% DAS URNAS COM VOTO IMPRESSO É FRAUDE!



Hoje: maxwel está contando com você!

maxwel vieira machado precisa do seu apoio na petição «EU QUERO MEU VOTO IMPRESSO!». Junte-se agora a maxwel e mais 8.030 apoiadores.