A Rural é singular e é plural! E é nossa! Patrimônio do povo brasileiro!

A Rural é singular e é plural! E é nossa! Patrimônio do povo brasileiro!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!
Com 500 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Patricia Reinheimer criou este abaixo-assinado para pressionar Egressos da UFRRJ

A UFRRJ É AGENTE

A Rural é singular e é plural! E é nossa! Patrimônio do povo brasileiro!

É muito especialmente de todos nós que, após vivermos feliz e significativa parte de nossas vidas vinculados a ela, nos formamos e continuamos levando nos corações e nas mentes o que aprendemos e vivemos por aqui.

Essa nossa ligação intensa e todo o carinho que nutrimos por ela, tão fortes, nos motivam a continuarmos interagindo com aqueles servidores que cumpriram papel decisivo em nossa formação como cidadãs, cidadãos e profissionais, bem como lutando para que a UFRRJ continue sendo uma instituição reconhecida nacional e internacionalmente como um espaço de excelência na construção de conhecimentos, no atendimento às demandas sociais e no desenvolvimento cultural, político, social, econômico e científico do nosso país.

Mas é um tempo que, embora não nos orgulhe lembrar, nos obriga a alertar sobre o risco de retrocessos que, no cenário atual, podem ser irreversíveis.

Nosso triste momento atual exige, de todos nós, posicionamentos claros em relação às questões políticas que colocam em risco todo o legado que as Universidades públicas ofereceram à nossa sociedade, ao longo de sua produtiva existência. As atuais políticas ultraliberais do (des)governo da ocasião visam ao desmonte das políticas públicas sociais, atacando, sobretudo, as áreas da educação, da cultura e da ciência. Os servidores públicos, em especial aqueles vinculados às Universidades Federais, foram eleitos como os principais adversários a serem aniquilados para que esse projeto de destruição prospere. Resistir é uma tarefa inadiável. Não podemos nos omitir e não o faremos!

Na esteira desse debate, devemos frisar, com muita ênfase, que a UFRRJ, historicamente, sempre se caracterizou como um importante polo de resistência política, em defesa dos valores democráticos e da promoção da igualdade social. Mesmo nos momentos, como aconteceu a partir de 1984, em que a consulta à comunidade não foi respeitada pelo Colégio Eleitoral da UFRRJ, vivenciamos tempos difíceis com a ilegitimidade da reitoria. Corrigido este histórico e triste momento, a comunidade universitária retomou a sua jornada, cumprindo um papel estratégico no desenvolvimento cultural, social, político, econômico e científico no Estado do Rio de Janeiro, com forte inserção nas regiões da Baixada e do Centro-sul Fluminense.

O período eleitoral que se avizinha para a escolha do Reitor em nossa instituição faz emergir figuras que foram já naquela época, responsáveis por alguns de nossos piores momentos.

Precisamos de eleições limpas, claras e nas quais tenhamos o compromisso do Conselho Universitário de encaminhar, para o MEC, os nomes dos vitoriosos na eleição, de modo a garantir a coerência entre o resultado da consulta e a nomeação de Brasília.

É como cidadãs e cidadãos comprometidos com um projeto de sociedade livre, democrática, participativa, ativa e altiva, que não pode abrir mão de uma Universidade que possua autonomia e compromisso com a sociedade, que nos posicionamos a favor da Chapa “A UFRRJ É AGENTE”, liderada pelo Professor Ricardo Berbara, que desde quando ainda estudante desta casa, jamais se afastou das lutas coletivas em defesa da democracia e da Universidade Pública, Gratuita e Inclusiva, atuando em defesa dos mesmos princípios.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!
Com 500 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!