PERMANÊNCIA DAS ATIVIDADES NO ESPAÇO DO LATAM II (BLOCO DIDÁTICO)

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!


 Nós, abaixo-assinados, estudantes do IFCE, bolsistas, ex-bolsistas e voluntários do Laboratório de Tecnologia Ambiental - LATAM, vimos apelar a V.S.ª para que intervenha em uma situação que muito nos deixa entristecidos e em situação de luto, diante do cenário que se apresenta, com a tomada do espaço destinado ao LATAM no Bloco Didático, para implementação de um outro laboratório.

 O LATAM como um todo é um laboratório que desenvolve pesquisas de qualidade e ainda favorece os alunos deste campus, particularmente os do curso de Tecnologia em Gestão Ambiental com aulas práticas das disciplinas de Projeto de Estação de Tratamento de Esgoto e Tratamento de Águas Residuárias I, amplificando os conhecimentos obtidos em sala de aula. Desde de sua fundação em 2008, diversos bolsistas de iniciação científica e tecnológica, e voluntários, passaram pelo LATAM e obtiveram a formação de senso científico, permitindo que muitos alcançassem excelência e se inserindo da melhor forma no mercado de trabalho.

 Assim queremos expor as seguintes colocações, pois contamos com a sensibilidade e bom senso de VSa:  

 As pesquisas realizadas no Laboratório LATAM II, localizado no Bloco Didático da referida Instituição, melhoraram a qualidade de trabalho de pesquisas com  fins acadêmicos e científicos, o que se reflete na produção científica do laboratório.

 Isto pode ser constatado pelos seguintes motivos:

 Com artigos aprovados em congressos regionais, nacionais e internacionais, o LATAM destaca-se como o maior produtor de artigos científicos do IFCE. Ao longo dos anos foram aprovados 83 artigos em congressos regionais, nacionais e internacionais. A nível regional, foram aprovados 19 artigos no CONNEPI (Congresso Norte-Nordeste de Pesquisa e Inovação) desde 2009 até 2016.

 Nos últimos 5 anos, o LATAM, em parceria com outros laboratórios da Instituição, publicou 2 livros com a temática das pesquisas desenvolvidas por bolsistas de Iniciação Científica e Inovação Tecnológica. Apenas em 2018, foram aprovados 6 artigos, sendo 2 em revistas internacionais.

 Mesmo com os cortes de investimentos sofrido pela Ciência no Brasil, ao longo dos anos, o LATAM vem produzindo pesquisas relevantes, contribuindo para o enriquecimento na área ambiental. As pesquisas realizadas nas dependências do LATAM estão acessíveis para os alunos dos cursos de Tecnólogo em Gestão Ambiental, Engenharia Civil, Tecnólogo em Saneamento Ambiental no campus Fortaleza, bem como para o curso de Engenharia Ambiental e Sanitária do IFCE campus Maracanaú fortalecendo a continuidade da pesquisa científica dos discentes.

 Além disso, a perda desse espaço localizado no Bloco Didático afetará expressivamente as condições de trabalho e a da qualidade das pesquisas realizadas pelo LATAM com um todo, uma vez que o espaço onde funciona atualmente o LATAM I não tem condições de abrigar todos os setores necessários para a manutenção da qualidade dos trabalhos realizados. O espaço necessário para o funcionamento de diversos reatores, bem como a ausência de um espaço diferenciado para comportar a micoteca, manipulação de cepas e inoculação de microorganismos, não se faz presente no LATAM I. Logo, a ausência desse espaço representará uma perda imensa, pois os trabalhos desenvolvidos estarão susceptíveis a contaminação.

 Cabe ressaltar que será um desserviço para nossa comunidade, pois, atualmente, estão sendo desenvolvidas  três pesquisas na área de Mestrado e duas pesquisas a nível de graduação para término do curso estão sendo realizadas nos dois laboratórios, por alunos do PGTGA e do curso de Tecnologia em Gestão Ambiental, de modo que estas serão as primeiras a serem afetadas.

Em razão disso, solicitamos  o máximo empenho para solucionar esta situação.

 



Hoje: Alyne está contando com você!

Alyne Cavalcante precisa do seu apoio na petição «eduardobastos@ifce.edu.br: PERMANÊNCIA DAS ATIVIDADES NO ESPAÇO DO LATAM II (BLOCO DIDÁTICO)». Junte-se agora a Alyne e mais 254 apoiadores.