Apelamos à OMS para divulgar com urgência a importância da transmissão por aerossol

Apelamos à OMS para divulgar com urgência a importância da transmissão por aerossol

0 have signed. Let’s get to 5,000!
At 5,000 signatures, this petition is more likely to get picked up by local news!
#COVIDisAirborne started this petition to Dr. Tedros (Organização Mundial da Saúde (OMS))

Cidadãos do mundo apelam à OMS para agir

Version:   English  |  Español  |  Italiano  |  Française  |  Deutsche  |  礼 Japanese  |   繁軆字 C.Chinese  |  简体字 S.Chinese  |  한국어 Korean  |  हिंदी Hindi  |  Монгол Mongolian  |  Tiếng Việt Vietnamese  |  Filipino  |  русский Russian  |  український Ukrainian  |  қазақ Kazak  |  Persian فارسی

Declaração de objetivo
Nós, cidadãos do mundo, solicitamos que a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheça as evidências científicas convincentes de que o SARS-CoV-2 se espalha por transmissão de aerossol ("pelo ar") e exortamos a OMS a desenvolver imediatamente e iniciar recomendações claras para capacitar as pessoas para se proteger.

Nos estágios iniciais da pandemia, a OMS comunicou vigorosamente que o COVID-19 não foi transmitido pelo ar e o chamou de “desinformação” (28 de março, “FATO: O COVID-19 NÃO está no ar”). Essa mensagem foi ouvida em alto e bom som em todo o mundo e tornou-se arraigada no entendimento de muitas pessoas sobre as vias de transmissão do vírus. Ainda influencia as estratégias de mitigação, apesar de a OMS ter suavizado essa posição e agora reconhecer que a transmissão aérea do SARS-CoV-2 pode ser possível, embora não seja muito importante.

A OMS fez algumas atualizações em suas orientações práticas, que resultaram de seu reconhecimento limitado da transmissão aérea. No entanto, mesmo as orientações atualizadas e limitadas da OMS não foram veementemente comunicadas ou explicadas ao público. A falta de clareza e urgência da OMS em relação à transmissão aerotransportada levou os cidadãos, e aqueles em funções-chave de formulação de políticas, a supor que precauções adicionais não são necessárias. Nós sabemos que isso está errado. Sabemos que lavar as mãos, distanciar-se e máscaras não são suficientes.

A OMS tem o dever de comunicar ao mundo todas as informações científicas relevantes e disponíveis. Sua influência nas autoridades de saúde pública deve ser usada para mudar a orientação prática para educar e mitigar o risco de transmissão aérea. A OMS deve explicar claramente por que as medidas de ventilação são necessárias e atualizar suas orientações para recomendar coberturas faciais, mesmo quando a distância física pode ser mantida em ambientes fechados. A ambigüidade da OMS semeia confusão e causa sérios danos ao retardar a resposta global do COVID-19.

A transmissão aérea do SARS-CoV-2 é um fato. Como resultado, alguns países já o reconheceram. Em muitos outros países, pessoas informadas já estão tomando medidas para proteger suas famílias e entes queridos. No entanto, nem todos têm os mesmos recursos ou acesso às informações. A única forma de as medidas de proteção atingirem igualmente toda a população é através das autoridades locais, a maioria das quais segue as recomendações da OMS. Diante dessa realidade, a falta de orientações claras da OMS contribui para o aumento das desigualdades sociais.

Ação Solicitada
Nós, cidadãos de todo o mundo, pedimos à OMS para:

  1. Reconheça claramente que o SARS-CoV-2 transmite através de aerossóis, tanto nas proximidades quanto ao compartilhar o ar ambiente. Isso é consistente com evidências esmagadoras e segue o princípio da precaução.
  2. Desenvolva urgentemente orientações, em consulta com especialistas multidisciplinares, que reduzirão a transmissão aérea do SARS-CoV-2. Esta orientação deve abordar como usar máscaras adequadas que se ajustem perfeitamente ao rosto e que devem ser usadas em ambientes internos porque não há distância segura em espaços internos compartilhados; como melhorar a ventilação natural e HVAC, bem como a purificação do ar; e o uso de medidores de CO2 para saber se estamos ventilando o suficiente.
  3. Atualizar urgentemente as orientações para equipamentos de proteção individual a serem usados ​​por trabalhadores de alto risco, especialmente em ambientes de saúde e lares de idosos onde a disseminação da SARS-CoV-2 afeta não apenas o trabalhador, mas também os pacientes e grupos vulneráveis. Recomenda-se pelo menos uma máscara N95 / FFP2 testada para ajuste. O não reconhecimento da transmissão aérea do SARS-CoV-2 fez com que os profissionais de saúde ficassem subprotegidos.
  4. Use a plataforma da OMS para comunicar de forma clara e rápida essas mensagens ao público, aos governos e às agências de saúde nacionais e regionais para que possam agir imediatamente para salvar vidas. Inicie uma ampla campanha publicitária para prevenir a transmissão aérea do SARS-CoV-2, informando todas as pessoas ao redor do mundo como o vírus se espalha pelo ar e promovendo atividades ao ar livre tanto quanto possível. Declarações anteriores inequivocamente corretas em contrário. Mensagens confusas custam vidas e enfraquecem as estratégias de mitigação.
  5. Por fim, a OMS deve exercer pressão diplomática sobre os governos e autoridades nacionais que não ajustam suas recomendações públicas para alinhá-las às diretrizes com base científica, colocando em risco a saúde e a vida de seus cidadãos.

 

#COVIDisAirborne | covidisairborne.org | covidisairborne@gmail.com | @COVIDisAirborne

0 have signed. Let’s get to 5,000!
At 5,000 signatures, this petition is more likely to get picked up by local news!