Transparência no Sampaio Corrêa!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


O torcedor boliviano exige esclarecimentos.

Após o rebaixamento de 2018 e a forma como o Sampaio é administrado nas últimas temporadas, nós, do Movimento Renovação Tricolor, queremos mudanças.

Já começamos a publicar propostas para o Sampaio Corrêa no nosso site, o movimentorenovacaotricolor.wordpress.com, mas isso é apenas parte do nosso projeto de ação. Como primeira medida prática, lançamos esta petição e buscamos apresentar nossas propostas à diretoria.

O Sampaio ainda segue um modelo arcaico de administração, desalinhado com as práticas adotadas pelos melhores clubes brasileiros. Transparência e regularidade fiscal só trazem benefícios, não há razão para esconder as contas do clube. Funciona assim:

Modelo de gestão com responsabilidade, seriedade e transparência -> Mais confiança de investidores, atletas e torcedores -> Mais engajamento da torcida -> Times mais competitivos com o passar do tempo -> Mais capacidade de montagem de bons times -> Mais robustez econômica e crédito no mercado -> Maior capacidade de geração de receitas. 

NÃO HÁ RAZÃO PARA NÃO ADOTARMOS TRANSPARÊNCIA NO SAMPAIO CORRÊA.

De início, queremos que 3 propostas sejam atendidas:

Proposta 1: Divulgar publicamente os relatórios fiscais da equipe, de forma periódica

Uma das razões da falta de confiança da torcida do Sampaio e, em especial, dos associados, é não saber onde as receitas são investidas no clube. Para começar a trazer de novo o apoio do boliviano, expor onde o dinheiro do Sampaio é colocado já é uma boa saída. Publicar e disponibilizar os relatórios fiscais a cada três meses já seria um excelente começo.


Proposta 2: Responsabilidade fiscal – não gastar mais do que se ganha

Mesmo ganhando mais de 13 milhões de reais na temporada 2018, fora o que foi ganho com negociações de jogadores, o dirigente tricolor adiantou cotas do ano de 2019. É uma mostra de que não há planejamento financeiro para a temporada, aumentando o descrédito da diretoria em relação aos torcedores. Para piorar, isso prejudica o planejamento da temporada seguinte, que contará com menos recursos do que poderia.


Proposta 3: Planejamento e cumprimento de orçamento anual

Saber o quanto vai gastar e quanto pode garantir em um ano deve ser peça-chave no Sampaio. Apesar dos dirigentes do clube repetirem que o clube é “pés no chão”, sempre vemos a conta não sendo fechada no final do Brasileiro, com o bônus do presidente alegando que falta dinheiro para sanar a temporada. Se há um orçamento, todos os esforços devem ser feitos para cumpri-lo, independente da situação do Tubarão nos campeonatos.

Isto não é um movimento contra Sérgio Frota e a diretoria, mas contra a forma de administração adotada no Sampaio. Todos podem ganhar com as melhorias: diretoria, torcida e clube. VAMOS JUNTOS!