Aula obrigatória na escola de conscientização sobre o preconceito (machismo, homofobía...)

Aula obrigatória na escola de conscientização sobre o preconceito (machismo, homofobía...)

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!
Com 200 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Maithe Zampirolli criou este abaixo-assinado para pressionar Diretoria do Colégio Presidente Kennedy

Estava assistindo minha aula online quando um aluno começa a discutir com a professora afirmando que o feminicídio era uma forma das mulheres terem menos pena criminal do que homens.Dizendo que as leis claramente privilegiavam mais mulheres do que homens.A professora acabou respondendo o aluno mas não deu continuidade, após ,começaram a comentar sobre no grupo do Whatsapp da nossa sala e dessa discussão saíram falas como "Então se um homem mata uma mulher ele vai ter mais pena do que se uma mulher matar um homem", "machismo inverso" e "todo mundo sabe que se um homem é assassinado por uma mulher ninguém faz xabu , aí quando uma mulher é, fazem xabu, acho isso errado". Nesse dia chorei, de raiva, além de pronunciamentos como esse, uma amiga minha mandou um print dos status, também do Whatsapp, onde uma dessas pessoas escreveu como legenda "Segue o líder" , com a infeliz notícia que o Brasil estava entre os países que mais matava pessoas da comunidade LGBT.

A escola ensina valores e acho inadmissível terem alunos de 14 anos que não sabem viver em sociedade, porque ser machista ou homofóbico não é saber.Se algum dia meninas do sexto ao terceiro do Ensino Médio ousarem em ir de short levarão advertências de diversos funcionários, mas um aluno falando uma barbaridade dessas durante a aula não teve nenhum problema.Se a escola realmente se preocupa em gerar uma futura geração melhor, por que estão mais preocupados com vestimentas do que com falas ofensivas?

E não é só o machismo que é presente mas também a homofobia e a xenofobia, o maior xingamento entre algumas pessoas da minha sala é ser gay ou baiano.

Não podemos mais aceitar isso, por isso tive a ideia junto com algumas colegas de realizar um abaixo-assinado para que a escola tenha aulas obrigatórias sobre esses temas, mesmo que por 15 minutos, não podemos se calar e esquecer essas palavras que um dia já nos machucaram, o ambiente escolar prega tantas coisas boas mais ainda tem estudantes assim e não está tudo bem! Por favor, nos ajude nessa causa, mesmo sendo somente para um colégio (Colégio Presidente Kennedy, em Santos no estado de São Paulo) podemos ampliar para vários outros, um por vez.

Conto com a sua ajuda!

 

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!
Com 200 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!