Aulas de basquete nas quadras cobertas, dentro do ginásio.

Aulas de basquete nas quadras cobertas, dentro do ginásio.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!
Com 500 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Leila Kuster criou este abaixo-assinado para pressionar Diretoria Clube Marina e

Prezados senhores diretores e conselheiros,

Preocupados com os  acontecimentos em relação às aulas de basquete desde sua implementaçao em 2018 até os dias atuais, gostaríamos de expor nossa preocupação com alguns desdobramentos que vêm impactando diretamente as aulas e também nosso desejo de revertermos esta situação em prol dos alunos de basquete, ministrados pela Escola Basquete SA.

Desde sua implementação, as aulas de basquete foram realizadas dentro de quadra. Iniciou-se com duas turmas, tercas e quintas, às 14:30h com 12 alunos e às 19:30h com 15 alunos, em média.Hoje há mais uma turma, às 17:30h.

Com a reforma do ginásio, as aulas foram transferidas para a quadra aberta, em frente a churrasqueira 03. Mesmo que com caráter temporário, impactou no quórum das aulas, a turma de 18:30h apresenta media de 08 alunos, redução de 35% dos alunos e mais evidente ainda, a turma de 19:30h havendo uma redução de 80%.A queda abrupta de alunos desmotiva os alunos a continuarem, além do local não ser o adequado, já que não há aula quando chove. Contudo, acreditávamos ser temporário até que o ginásio estivesse pronto.

Contudo, fomos informados na semana passada, após questionamentos de vários responsáveis sobre o retorno das aulas às quadras, que não seria possível, uma vez que as mesmas são utilizadas pelo futebol. Notícia esta, que impactou de forma negativa aos pais e responsáveis das crianças, que acompanham seus filhos e participaram de toda evolução deles técnica e socialmente, consequência do excelente trabalho que a escola BSA e seus professores vêm desenvolvendo no clube, e que foi realizado desde o inicio, dentro do ginásio, afinal, basquete é dentro de quadra.

Acreditamos que haja espaço para todos, são de fato 03 grandes espaços.Convém corroborar que identificamos e sinalizamos (através de fotos enviadas à diretoria esportiva massivamente), que o espaço é subutilizado pelo futebol, onde há uma quadra exclusiva para a aula e às vezes, bem esporadicamente, o máximo de 04 à 05 alunos utilizando a 2a quadra em circuitos. Isso nos horários à partir das 17:30h em diante.E que impacta nas turmas de 17:30h e 18:30h.

Viemos apresentar, todo o apoio às aulas de basquete e também as do futebol e propormos uma conversa, de forma a chegarmos a um consenso e conciliarmos as atividades e os espaços. Sem que uma prática seja valorizada ou favorecida pela utilização do espaço,em detrimento de outra.

Pedimos que a diretoria e os srs conselheiros, ponderem com toda a parcimônia e singularidade desta situação, em vossa decisão, não menosprezando, todas as conquistas adquiridas, a procura pelas aulas de basquete em decorrência do excelente trabalho que a Basquete S.A. vem desenvolvendo, como também da  evolução tecnica dos alunos, vista nos ultimos jogos realizados contra outras equipes. A socialização, disciplina e respeito, admiração e carinho dos alunos aos professores e aos colegas de aula e o desejo de todos de fazer as aulas onde é o local oficial, adequado. E que seja também um fator a se considerar de muita relevância,  o impacto nas aulas e número de alunos com a prática na quadra externa. E não menos importante, a enorme frustração deles quando souberem que o ginásio foi reformado, (e há, claro, uma enorme expectativa de retorno à quadra) e as aulas continuarão na quadra externa. Como justificar?

Estamos juntos, todos os pais e responsáveis em prol de todas as crianças e pela prática de esportes, seja o basquete seja o futebol.

Acreditamos que todos buscando a conciliação, sem dúvida, compartilhando somos melhores.E neste contexto, não posso deixar de citar Aristóteles, em seu Tratado sobre Ética e Moral, de pensar sobre nosso dever e responsabilidade, como pais, amigos, educadores, professores,gestores, em ensinarmos às nossas crianças, esses valores no dia à dia, através de nossas atitudes e decisões. Em convivermos em harmonia, buscando sempre a concórdia, a conversa, o bem comum. É exatamente isso que decorre toda esta questão. E ao falamos de ética e moral, que permeiam nossas atitudes e decisões no dia a dia,citarei algo que verdadeiramente acredito: " Só se é feliz, quando se faz o bem". Aristoteles.

Cordialmente, Leila Kuster Fialdini(mãe do Caio Fialdini em nome de todos os pais, responsáveis e familiares dos alunos do basquete).

 
 

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 500!
Com 500 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!