Abaixo-assinado encerrado

Deputados: Votem contra o projeto que libera a "cura gay" no Brasil #curagaynao

Este abaixo-assinado conseguiu 28.944 apoiadores!


Deputados querem revogar uma resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP) para permitir "terapias de reversão sexual". A prática clínica da "cura gay" tem sido criticada no mundo todo, por tratar a homossexualidade como doença (coisa que não é admitida nos meios acadêmicos, nem pela OMS) mas que mesmo assim ainda ocorrem, e em alguns casos, com graves denúncias de intervenções psicológicas visando à “reversão”, internação compulsória, agressão e até mesmo tortura. A população brasileira não precisa disso, não precisamos de práticas que incentivem a discriminação.

A resolução do CFP 01/99 visa alertar para os riscos e problemas das chamadas "terapias de reversão sexual"; na maioria das vezes, tais terapias são conduzidas e divulgadas por pessoas ligadas a grupos que não aceitam a homossexualidade, por vezes ligados a entidades religiosas, predominantemente influenciados por valores e crenças moralizadoras.

Não há nenhuma evidência científica – estudada pela Psicologia, Medicina ou por qualquer das disciplinas do campo da Saúde – que apoie a ideia defendida no projeto, portanto, qualquer tentativa de tratamento que vise à “cura da homossexualidade” estará embasada em pontos de vista unilaterais, enviesados e calcados na moralidade de quem defende a proposta, indo contra tudo o que tem sido defendido pelas principais entidades mundiais que estudam o tema: American Psychological Association (APA),  American Psychiatric Association e a própria OMS.

Veja o que diz a resolução do Conselho Federal de Psicologia que os deputados querem revogar:

       ● "Os psicólogos deverão contribuir, com seu conhecimento, para uma reflexão sobre o preconceito e o desaparecimento de discriminações e estigmatizações contra aqueles que apresentam comportamentos ou práticas homoeróticas.

      ● Os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados.

      ● Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que  proponham  tratamento e cura das homossexualidades".

Assine a petição do Conselho Regional de Psicologia pelo respeito e tolerância à diversidade sexual. 

 Veja o Projeto de Decreto Legislativo 234/2011 na integra.



Hoje: Conselho Regional de Psicologia - São Paulo está contando com você!

Conselho Regional de Psicologia - São Paulo precisa do seu apoio na petição «Deputados: Votem contra o projeto que libera a "cura gay" no Brasil #curagaynao». Junte-se agora a Conselho Regional de Psicologia - São Paulo e mais 28.943 apoiadores.