Primeiros socorros obrigatório no ensino médio brasileiro

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Não é de hoje que a família brasileira enfrenta sustos: crianças que tomam choque nas tomadas, adolescentes que sofrem acidente de carro lesionando-se gravemente e até adultos que se engasgam com um simples pedaço de carne. Algumas das atitudes tomadas são baseadas em "lendas" sem quaisquer comprovações médicas (exemplo: uso de pó de café nos machucados), outras são mais corretas, como ligar para 193 (corpo de bombeiros) para saber o que fazer e/ou 192 (chamando a emergência). Entretanto, a vítima está prestes a ficar com uma lesão para o resto da vida, ou talvez, encarar a própria morte nesse meio tempo. Então, até quando precisaremos passar por um susto grande como esse em vez de saber o que fazer, executar e, talvez, salvar uma vida? Não estamos desmerecendo o trabalho dos médicos ou do corpo de bombeiros, pelo contrário, eles podem servir de grande ajuda para que todos os nossos estudantes saibam o que se deve fazer em cada caso. Assim valorizaremos mais o papel do cidadão, dos médicos e do corpo de bombeiros.



Hoje: Maurício Augusto está contando com você!

Maurício Augusto de Aragon Alves Corrêa precisa do seu apoio na petição «Deputados: Primeiros socorros obrigatório no ensino médio brasileiro». Junte-se agora a Maurício Augusto e mais 48 apoiadores.