Nota de repúdio a PEC N​.​06

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


Caríssimos deputados e Caríssima deputada.

Ao cumprimentá-los apresentamo-nos como servidores públicos do Estado de Mato Grosso, regidos pelo atual regime previdenciário, cujas regras o governador Sr. Mauro Mendes quer mudar, apresentando o Projeto de Lei 06.

Assistimos  as tentativas de sua aprovação de forma aligeirada, numa pressa que não tem propósito, pois o prazo para debate e aprovação é abril de 2022.

Soma-se, que não foi apresentado o impacto financeiro caso sejam aplicadas essas novas regras.

O debate e a questão financeira são duas questões fundamentais para análise, formação de opinião, posicionamento e para dar qualificação no processo de votação e definição da vida de todos os trabalhadores públicos do Estado, tanto por parte dos senhores parlamentares como da população em geral.

De todos os pontos questionáveis da proposta governamental, e que merece um amplo debate, com certeza diz respeito a regra de transição  que precisa ser clara, assegurada de forma isonômica a todos os trabalhadores públicos sem nenhuma distinção.É preciso intensificar o debate em todos os âmbitos: no parlamento, com os gestores, e, especialmente, com os trabalhadores. Por essa via sempre as soluções são efetivas.

E temos tempo para isso!!!! Até 2022!!!!

Abra para o debate!

Escutemos os trabalhadores, os especialistas! É um absurdo arrancar direitos daqueles que sustentam o Estado com seu trabalho.
Aprovar uma PEC de tal importância que define a vida de mais de 100 mil trabalhadores e de suas famílias, num momento caótico como o que vivemos, em pleno auge de uma pandemia mundial, momento em que Mato Grosso vive um colapso no sistema de saúde, com mais de 40 pessoas na fila de espera para uma UTI, é no mínimo, desonesto, covarde e traiçoeiro.
Enquanto nós, trabalhadores da saúde, educação, meio ambiente, segurança pública, assistência social, cultura, esporte e lazer, enfim, servidores de diversas áreas damos o sangue e a própria vida para salvar a vida de outras pessoas, inclusive a de vossas senhorias, deputados estaduais, secretários de Estado e governador, é inadmissível assistir à tamanha perversidade.

Temos sido leais ao estado de Mato Grosso!
Passamos a maior parte de nossas vidas trabalhando para que o Estado de MT avance em direção à uma melhor qualidade de vida para seu povo, em uma direção de desenvolvimento e crescimento.

Nas diferentes áreas, formulamos, implementamos, executamos e avaliamos as mais diversas políticas públicas, as quais nesse momento de calamidade tem sido fundamentais para o bem estar de todos! O serviço de saúde, por exemplo, tem mostrado como os servidores públicos são essenciais para o bom funcionamento do estado.

Rogamos às vossas senhorias, representantes do povo, não nos traiam!!!!
Fidelidade não tem preço, tem retribuição!

Contamos com Todos!!!!!!