Delegacia de Defesa da Mulher em Porto Ferreira

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


O Brasil ocupa o 5º lugar no ranking mundial de violência contra a mulher. A prevalência desta problemática no país escancara uma epidemia silenciosa que há anos assola nossa nação. O descaso das autoridades com a saúde da mulher é uma questão de saúde pública que aflige a população feminina brasileira, em especial, as mulheres pobres e negras que, para ademais, sofrem as consequências dos recortes sociais e de raça.

No município de Porto Ferreira a realidade não foge às réguas nacionais. Destarte, cabe ao Estado a elaboração de políticas que respondam, de forma institucional, com medidas de prevenção e punição aos agressores ao passo que promova o devido acolhimento às vítimas.

Recentemente o desaparecimento da empresária Lucilene Maria Ferrari tomou proporção nacional nos noticiários e ainda hoje, três meses após o acontecimento, o caso segue sem respostas. Este e tantos outros casos de violência no município indicam que não estamos imunes à brutalidade deste quadro.

A falta de atendimento policial especializado corrobora com o silenciamento das vítimas e, portanto, alimenta a subnotificação e consequente distorção das estatísticas que já são defasadas na cidade.

Neste sentido, a Ação Da Mulher Trabalhista (AMT) de Porto Ferreira vem, por meio deste, solicitar o apoio do Deputado Estadual Márcio Nakashima e da população ferreirense para cobrar uma ação do Estado.

Diante da situação apresentada, nota-se a urgência da implantação de uma Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM) fazendo assim valer um direito que nos é assegurado pela Lei Maria da Penha, 11.340/2006 segundo o inciso IV do art. 8º: “A política pública que visa coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher far-se-á por meio de um conjunto articulado de ações da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios e de ações não-governamentais, tendo por diretrizes a implementação de atendimento policial especializado para as mulheres, em particular nas Delegacias de Atendimento à Mulher; ”.  

A finalidade da DEAM é investigar os crimes e amparar as vítimas em todo o processo, já doloroso física e psicologicamente, encorajando as mesmas a registrarem e darem andamento as denúncias de agressões de todos os tipos, ressaltando seus direitos e intensificando atuações de caráter preventivo e, quando necessário, punitivo.

A AMT de Porto Ferreira firma seu compromisso em caminhar lado a lado de suas mulheres, para que estas possam viver e gozar de sua plena liberdade e se sentirem amparadas pelo poder público. O apoio a esta causa é essencial para romper com um ciclo de violência que afeta mulheres que podem estar próximas a você. Sua assinatura pode salvar muitas vidas!