Reforma da previdencia

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Senhor deputado (a),

 

Escrevo-lhe pedindo, que o senhor (a) como representante do povo brasileiro nesta Casa, vote contra a reforma da previdência.

A previdência é um direito adquirido pela nação brasileira, onde os bairros não são desenvolvidos de forma a gerar empregos próximos as residências, havendo necessidade de deslocamento para grandes centros urbanos, em transportes públicos precários, onde o trabalhador já chega cansado físico, mental e emocionalmente, para uma jornada de trabalho no mínimo de 8 horas diárias, recebendo muitas vezes um salário mínimo.

Além do mais, vários estudos apontam para um adoecimento mental das pessoas devido ao estresse vivido em seu dia a dia.

Assim temos uma diminuição da expectativa de vida do trabalhador brasileiro.

Analisando sobre outro aspecto, as defesas mais eloquentes sobre esta  reforma estão relacionadas a falta de recurso para os futuros aposentados, no entanto estamos presenciando perdão de  altas porcentagens de dívidas estaduais por parte do Governo Federal e uma inércia deste governo quanto a  cobrança de 32.224 empresas devedoras ao INSS, onde apenas 18% destas empresas estão extintas, sendo que somente 3% destas empresas respondem por mais de 63% da dívida previdenciária, dentre as grandes empresas atuantes no mercado estão: Bradesco, Globo, Friboi, Lojas Americanas, Volkswagen do Brasil, Mercedes-Benz, Marfrig, JBS, Caixa Econômica Federal e Mackenzie, segundo análise da  Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

O Governo não contente com o aumento da idade de aposentadoria também elevou o tempo de contribuição do INSS para 40 anos, enquanto nos países como a Inglaterra, Chile, França e Itália o tempo de contribuição é de 25, 20, 27 e 33 anos, respectivamente. Como é possível esta contribuição depois da reforma da CLT? No entanto o Governo manteve o tempo mínimo de contribuição de 15 anos, porém o trabalhador receberá apenas 60% do valor integral. Segundo o professor da UNICAMP, Eduardo Fagnani, cerca de 80% dos trabalhadores deverão se aposentar com 15 anos, perdendo a metade da sua renda mensal. Isso é justo com a população brasileira tão sofrida?

Portanto, uma reforma sem embasamento, cujo relatório da CPI da previdência concluiu que ela não está falida e sim mal gerida pelo Governo Federal.

Diante do exposto, reitero meu pedido inicial quanto a votar contra a reforma da previdência, pois assim o senhor (a) realmente estará representando o povo brasileiro.



Hoje: Ive está contando com você!

Ive Caroline precisa do seu apoio na petição «dep.alceumoreira@camara.gov.br: Reforma da previdencia». Junte-se agora a Ive e mais 53 apoiadores.