Crianças sim... food trucks não !!!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


Os residentes na Praça Xavier de Brito e adjacências, na Tijuca, bem como demais usuários, solicitam ao Prefeito do Município do Rio de Janeiro, a imediata proibição da realização de eventos ruidosos e insalubres na referida praça, em razão dos consideráveis problemas causados, particularmente pelo manuseio e comercialização de comida e bebida (food trucks), impactando negativamente na saúde e o sossego da comunidade.

A introdução de atividades incompatíveis com a vocação natural da pracinha, tradicionalmente conhecida como Praça dos Cavalinhos, acarreta verdadeira apropriação desse espaço público por vários dias, constituindo violação da paz, do sossego e da tranquilidade dos moradores e dos comerciantes estabelecidos no local, vítimas que são desses eventos meramente oportunistas e predatórios, sem nenhum compromisso com o bairro da Tijuca ou com a Praça Xavier de Brito,  verdadeiro patrimônio desta cidade que deve ser preservada, pelas razões expostas:

- SUJEIRA e mal cheiro provocados pelos banheiros químicos. Derramamento de óleo de fritura no chão onde as crianças correm, brincam e sentam. Latas de cerveja, copos plásticos, guardanapos e outros detritos que nem sempre são retirados após o evento.

- POLUIÇÃO SONORA pelo contínuo e imoderado uso de amplificadores que impede os moradores de ver TV, dormir, estudar, etc. Barulho dos geradores ligados toda a noite para conservação dos alimentos. Montagem das barracas e palco que ocorre na madrugada de sexta e desmontagem que ocorre na madrugada de segunda.

- OCUPAÇÃO DAS VAGAS DE ESTACIONAMENTO da praça em fila dupla, impedindo os moradores que não tem vaga de garagem pararem próximos as suas casas, impedindo o acesso às rampas para carinhos de bebê e cadeirantes e, também, dificultando a entrada e saída das garagens dos edifícios da praça.

- DANOS AO PAISAGISMO em razão do excessivo e descontrolado fluxo de pessoas.

- LIMITAÇÃO DO USO DA PRAÇA no fim de semana, atrapalhando a feira orgânica, os passeios de cavalinho, o teatro das crianças, caminhadas, corridas e outras atividades.

- INCÔMODO COM A FUMAÇA, CHEIRO E GORDURA gerados pelos food trucks que entram dentro dos apartamentos, obrigando os moradores a fecharem todas as janelas durante todo o fim de semana.

- DEMORA NA DESMOBILIZAÇÃO dos frequentadores que permanecem até altas horas, mesmo depois da finalização do evento às 22h, causando ruídos e incômodos.



Hoje: Meg está contando com você!

Meg Machado precisa do seu apoio na petição «Crianças sim... food trucks não !!!». Junte-se agora a Meg e mais 1.514 apoiadores.