Petition Closed
Petitioning Presidente do CREMERJ Sra. Marcia Rosa de Araujo

CREMERJ: Revogue a proibição de médicos em partos domiciliares

No dia 19 de agosoto, CREMERJ (Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro) publicou a decisão vergonhosa de proibir médicos de efetuarem partos domiciliares. O médico que participar do parto domiciliar será processado disciplinarmente e pode até perder o direito de exercer a profissão. O CREMERJ proibiu ainda o acompanhamento de doulas, mulheres capacitadas para auxiliarem a gestante na hora do parto, de participarem de partos em hospitais.

Tanto o Ministério da Saúde como a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro já reconhecem o importante trabalho das doulas e parteiras durante o parto. O Conselho Regional de Enfermagem também já demonstrou o seu repúdio à resolução do CREMERJ. Segundo o seu presidente, Pedro de Jesus, o COREN vai entrar na Justiça conta a decisão. "Para garantir o direito da nossa profissão e para garantir o direito de escolha da mulher e o direito de ir e vir de qualquer cidadão, nós vamos com certeza estar consultando e encaminhandoa o Ministério Público, ação civil pública", disse.

A decisão do CREMERJ é um afronta ao direito de escolha das mulheres de decidirem como e onde querem ter seus filhos. Com uma taxa crescente, e preocupante, no aumento de cesarianas no país, é fundamental que o CREMERJ e profissionais da medicina apoiem e ajudem a dar visibilidade para o parto humanizado, alertando e educando a população, e principalmente gestantes, a optarem sempre que possível pelo parto normal.

Ajude a pressionar o CREMERJ a reverter a proibição dos partos domiciliares e acompanhamento das doulas, assine esta petição.

Letter to
Presidente do CREMERJ Sra. Marcia Rosa de Araujo
Eu peço a revogação imediata da resolução do CREMERJ que proíbe médicos de realizarem partos domiciliares e também o acompanhamento de doulas em partos hospitalares.

As gestantes tem o direto de escolher como e onde querem ter seus filhos. Ao invés de dificultar formas alternativas de partos, o CREMERJ deveria incentivar e educar gestantes sobre o parto humanizado, principalmente com os dados assustadores do aumento de cesarianas no país.

A proibição de médicos em partos domiciliares pelo CREMERJ foi uma decisão perigosa e inconsequente, sem se basear em dados concretos, que apenas aumenta o risco à gestante e o bebê que tem o direito de ter um acompanhamento profissional durante o parto. A participação de doulas nos partos também deve ser liberado, já que elas não prejudicam de nehuma forma o procedimento, pelo contrário, apenas cumprem a função de oferecer conforto e assistência às gestantes durante o parto.

Peço que você revogue as resoluções mencionadas acima, e reverta o posicionamento do CREMERJ para que esta instutição a partir de agora, defenda a educação e informação sobre o parto humanizado.

Atenciosamente,