Abaixo-assinado pela remoção do tempo por questão do sistema de provas do Colégio Christus

Vitória

Abaixo-assinado pela remoção do tempo por questão do sistema de provas do Colégio Christus

Este abaixo-assinado foi vitorioso com 134 apoiadores!
Carlos Eugênio Costa de Lima criou este abaixo-assinado para pressionar Coordenação Geral do Colégio Christus

Caros membros da coordenação do Colégio Christus,

            Meu nome é Carlos Eugênio, sou aluno Christus desde o Infantil 2 e faço parte da turma med do pré-universitário Sul. Venho, juntamente dos abaixo-assinados, expressar meu profundo desapontamento com o sistema de aplicação de provas que o colégio utilizou, por exemplo, nos testes-simulados dos dias 27 e 28 de março. Porém, acho que vale destacar que não é de hoje que vejo que esse sistema é falho, pois conheço muitos alunos de outros anos do ensino médio e fundamental II, que já vinham tendo provas antes de nós, do “terceirão”. Entre eles, a esmagadora maioria compartilha dessa mesma opinião. Já ouvi incontáveis relatos de problemas causados pelo sistema.

            Os argumentos que escutei são vários, alguns que eu mesmo não considero muito válidos, pois entendo que a escola se esforça para evitar fraudes, ao mesmo tempo que tenta criar um ambiente viável para a boa aplicação das avaliações. Nisso, devo dizer que aprecio muito o trabalho que está sendo realizado sobre esse aspecto, pois sei que é muito difícil conciliar essas situações sem perder qualidade.

            Porém, o grande defeito, na minha opinião, desse sistema de aplicação é o limite de tempo estabelecido individualmente para as questões (geralmente, 3 minutos por questão). Agora, vou explicar o porquê de pensar assim:

            É de conhecimento comum o fato de que a estratégia de solução é um dos fatores mais decisivos que determinam a aprovação ou não de um vestibulando. Essa estratégia envolve, em grande parte, a boa administração do tempo pelo candidato.

            Vamos levar em conta que o tempo médio para a resolução de uma questão de vestibular seja 3 minutos, por exemplo. Sendo assim, imaginemos que um aluno resolveu uma questão que ele considerou fácil em 2 minutos. "Legal! Ganhei tempo para o restante da prova!" ...Sabemos, porém, que com esse sistema de aplicação, isso não é verdade. Mais tarde, esse mesmo aluno se deparou com uma questão muito complicada, que exigira dele em torno de 4 minutos. É fato que, utilizando aquele minuto que foi economizado antes, o aluno certamente seria capaz de resolver a tal questão complicada. Porém, por causa do sistema que restringe 3 minutos por questão, a verdade é que, na prática, aquele minuto, que poderia garantir uma vaga no curso dos sonhos desse aluno, ao invés de economizado foi simplesmente jogado fora, não podendo ser utilizado na estratégia de resolução dele. Agora, eu peço a opinião do leitor, prezado membro da coordenação do Colégio Christus: É certo retirar de um aluno toda possibilidade de estratégia de prova e, por conseguinte, prejudicar o desempenho dele por causa, unicamente, do fato dele ter respondido uma ou outra questão em menos tempo do que o esperado? Ao meu ver isso não só é injusto como completamente sem sentido.

             Sendo assim, peço humildemente que a escola reveja os métodos de aplicação de provas. Sendo possível, tenho certeza de que a remoção do tempo individual das questões ocasionaria uma melhoria severa na qualidade das avaliações, tornando o sistema mais justo.

            Obrigado pela atenção,

            Carlos Eugênio Costa de Lima.

Vitória

Este abaixo-assinado foi vitorioso com 134 apoiadores!

Compartilhe este abaixo-assinado