Abaixo assinado contra o estágio de Saúde Coletiva

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!


Os internos de Medicina do Cesmac vêm por meio deste abaixo-assinado pedir o cancelamento do estágio em Saúde Coletiva. O estágio passa por diversas dificuldades desde a entrada do primeiro grupo de estudantes (atualmente já se encontra no terceiro grupo) e várias reclamações foram direcionadas nos últimos meses aos coordenadores do estágio e do curso, sem nenhuma melhora. Os problemas são basicamente os seguintes:

1. Não existem atividades a serem realizadas para nós internos, já que os responsáveis nunca estão presentes. Ficamos com funcionários não médicos que não estão familiarizados com nosso horário, não sabem os dias que éramos para estagiar, tampouco quem nos acompanharia na secretaria. Todos os dias a pergunta que eles nos fazem é a mesma "Era para vocês estarem aqui hoje? Ninguém me avisou, o que vocês fazem nesse estágio?". Não foi repassado nenhum cronograma de atividades nem a eles, nem aos alunos. Os próprios funcionários já se queixaram da postura do Cesmac.

2. Quando então algum funcionário se dispõe a deixar sua função na secretaria e nos ajudar, temos "aulas" com slides que alguns dos departamentos usam em apresentações diversas, que não dirigidas a estudantes de Medicina.

3. O internato exige que sejam realizadas atividades práticas, com o máximo de 20% de atividades teóricas. O que acontece no estágio foge totalmente disso, ele é basicamente teórico e a única prática existente até o momento é se deslocar no carro da Sesau.

Experiência do grupo que está atualmente passando pelos setores de Tuberculose e Hanseníase: "Os dois setores possuem apenas dois médicos, que aparecem na secretaria apenas no dia de quarta feira, sendo que os alunos possuem aula também na quinta. No setor de Hanseníase, só tem apenas uma funcionária trabalhando, que não se dispôs a ficar com os alunos na primeira aula alegando que o médico do setor estava em uma capacitação em Marechal e desconhecia nossa ida ao setor naquele dia; na segunda aula, não apareceu NINGUÉM no setor durante toda a manhã; na terceira aula os alunos não compareceram à secretaria A PEDIDO do setor. No setor de tuberculose, as duas primeiras aulas se deram com enfermeiras do setor, que conseguiram (nos dois momentos) sintetizar as atividades do setor em cerca de 1h e, após isso, conversaram sobre suas vidas pessoais. Na terceira aula, aconteceu uma apresentação curta do médico do setor, mas que não tinha nada preparado nada e por mais de uma vez expressou indiretamente que não era para estar conosco ali."

Experiência do grupo que está atualmente passando pelos setores CIEV e ASINF: "No Ciev, o grupo de estágio passa todo o turno se deslocando de carro para colher notificações (documentos prontos) em hospitais, sem qualquer tipo de aprendizado nessa atividade. O departamento do ASINF, é o que apresenta menos queixas até o momento, contudo no primeiro dia de estágio o departamento também não estava informado sobre o início das atividades. Nesse setor tivemos aulas teóricas com importância médica, mas que não deveriam fazer parte do internato, e sim no período acadêmico do curso."

Experiência do grupo que está atualmente passando pelos setores de Vigilância e Óbito, e Vetores e Zoonoses: "Os setores, assim como nos outros, não possuem funcionários para nos receber, de maneira que ficamos todas as manhãs de aula até aproximadamente 9:30-10h procurando algum funcionário que se disponha para tal. Quando em fim isso acontece, eles dão aulas repetitivas, abordando o mesmo assunto, sob a mesma visão." 

De maneira geral, as experiências em nenhum dos setores são boas ou condizem com o que é preconizado para um internato médico. Os internos não possuem função nenhuma nos locais e ficam à mercê de funcionários sem preparação e que na maioria das vezes não nos querem ali. Além de todos os problemas já citados, a própria coordenação do estágio não sabe nos dar informações sobre o estágio, como por exemplo nossas funções nos setores e os assuntos que cairão na prova final do estágio.

Por todos os motivos já expostos, pedimos o fim desse estágio, nada proveitoso para nós.