Contra a "reestruturação" de grades e demissões de professores da Universidade São Judas!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 10.000!


Até meados de 2014, a Universidade São Judas Tadeu alçava altos voos para o sucesso, batendo de frente com grandes universidades com Mackenzie, PUC e FGV. Isso durou até que foi comprada pelo Grupo Ânima de Educação, que mostrou a sua tremenda habilidade em precarizar e mercantilizar a educação.

Uma das primeiras atitudes tomada pelo grupo foi retirar o modelo anual, que sempre foi uma marca da universidade e referência pedagógica, abarrotou a faculdade de alunos e abriu diversos cursos sem ter estrutura para tal, ocasionando a perda de vários laboratórios que foram fechados para virar salas.

Não bastando os fatos alegados acima, o Grupo Ânima começou a demitir  professores de renome da universidade, chegando ao ápice quando demitiu o Professor Arguilar, que foi diretor do curso de Direito durante 15 anos e elevou a qualidade o curso. Nas redes sociais, o professor demonstrou que foi "chutado" da universidade por não concordar com as atitudes da administração. Inclusive, no dia 7 de dezembro aconteceu uma das maiores demissões dentro da universidade, no qual foram demitidos inúmeros professores de Direito e outros cursos.

 A USJT era referência no mercado pelos seus métodos pedagógicos, por não ter EAD, por ser anual e principalmente por não ser uma universidade para elites! Era uma faculdade que abraçava os que não tinham condições financeiras e os elevava ao topo. Mas com a Ânima, tudo mudou e a USJT vem virando mais uma das "delivery de canudos".

Está bem claro que o Grupo Ânima tem apenas intuitos aventureiros e mercantis, que não  responsabilidade com a educação. Nós alunos não podemos aceitar isso! Entramos nesta instituição pelo seu peso e qualidade, que infelizmente a cada dia vem se perdendo. Logo iremos nos formar e que tipo de faculdade teremos no currículo?

Assine e compartilhe com os amigos! Vamos unificar a causa e passar para a direção tudo que esta nos desanimando como alunos. Também curta a página: https://www.facebook.com/MovimentoContraPrecarizacaoDoEnsinoSuperior/



Hoje: MCPES está contando com você!

MCPES - Movimento Contra Precarização do Ensino Superior precisa do seu apoio na petição «Contra a "reestruturação" de grades e demissões de professores da Universidade São Judas!». Junte-se agora a MCPES e mais 9.117 apoiadores.