Vamos transformar as remunerações imorais acima do teto constitucional em crime hediondo.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


Temos que levar ao nível da consciência coletiva nacional a noção de que: “se não estiver bom para toda a Sociedade, não está bom para ninguém”. O "Estado" (1), em todas as suas esferas e por meio de seus poderes constituídos (Executivo, Legislativo e Judiciário) e seus respectivos dirigentes, devem ser COMPELIDOS a exercerem seus mandatos como um meio de equacionar e solucionar os problemas da sociedade como um todo, e não um fim para seu enriquecimento ilícito. Legislar em causa própria, beneficiar seus pares, serem corporativistas, usurparem o dinheiro da nação com todo tipo de gasto supérfluo e sem noção, mantendo os serviços públicos da área de educação, saúde e segurança completamente sucateados, mal remunerados, sem infraestrutura digna, corrupção, desvio de verbas, subterfúgios IMORAIS para burlar o teto constitucional e receberem salários verdadeiramente IMORAIS diante de um salário mínimo inferior a R$ 1.000,00 entre outras mazelas destes últimos trinta anos .

O “Estado”, precisa devolver ao cidadão a “qualidade de vida” e a “proteção do estado”, nas esferas Federais, Estaduais e Municipais, na exata medida de sua contribuição fiscal e tributária.

Os poderes constituídos no estado Brasileiro (Executivo, Legislativo e Judiciário) em todas as suas esferas e por meio da classe política dominante ou da sociedade organizada, precisam compreender, de uma vez por todas, que não existe o “Dinheiro do Estado” e nem da máquina pública. Só existe o dinheiro do contribuinte e do cidadão que trabalha e mediante seu “suor” contribui para que o “Estado” possa exercer suas atividades e fornecer a todos a saúde, a educação e a segurança que TODOS merecem numa sociedade que deveria se manter justa e igualitária nos DIREITOS e DEVERES para todos os cidadãos.

A Sociedade Brasileira está sendo ESPOLIADA a mais de 30 anos, pelas mesmas famílias de políticos, servidores dos três poderes e Juízes inescrupulosos que juraram defender as leis o ordenamento jurídico nacional e principalmente a constituição e por outro lado, se utilizam de "brechas" na legislação a fim de legalizarem seus salários EXTRAORDINÁRIOS e acima do TETO CONSTITUCIONAL.

Parece que algumas das carreiras de estado que se julgam acima da sociedade, que as sustentam e se apropriam das contribuições tributárias pagas pelo povo, por meio dessas remunerações INESCRUPULOSAS e IMORAIS constituídas por meio de subterfúgios que visam unicamente se locupletarem e burlarem o texto CONSTITUCIONAL. E o que é pior para a Sociedade que eles deveriam respeitar é que fazem tudo na calada da noite ou nos conchavos de gabinete para que essa imoralidade econômica seja legal e quando são questionados para acabarem com esses "penduricalhos" na folha de pagamento se defendem dizendo que   que são “DIREITOS ADQUIRIDOS”, e constituídos na “forma da lei”. E ainda pior como essas verbas possuem caráter indenizatórios e de benefícios não incidem imposto de renda, aumentando ainda mais a indignação do povo brasileiro que sustenta essas mordomias desavergonhadas e que ridicularizam um país inteiro perante o mundo.

Entretanto todas essas pessoas inescrupulosas se esquecem que em uma SOCIEDADE que prima pela igualdade dos direitos de seus cidadãos, legislar em causa própria, aumentar seus próprios rendimentos e burlar a constituição e as normas legais para se manter no poder, USURPAR o dinheiro dos impostos de seus cidadãos a fim de garantirem melhores condições para si em detrimento dos outros, DEVERIA SER CONSIDERADO CRIME HEDIONDO e PUNÍVEL com a pena máxima existente no ordenamento jurídico do país, mais o confisco de todos os bens daqueles que deram causa e de sua família, além da perda de todos os direitos civis, de sua cidadania e por fim a expulsão irremediável da vida pública e de qualquer tipo de serviço público, deveria ser condenado ainda a prestar serviços comunitários, sem nenhuma remuneração, pelo mesmo tempo em que espoliou a nação e seus cidadãos.

Diante do exposto, no dia em que a sociedade brasileira, se tornar politizada o suficiente a fim de colocar no poder políticos por “sacerdócio” e não por “poder/dinheiro” e sobretudo políticos que saibam valorizar a Sociedade como se fosse o “outro” e todos, ou pelo menos a massa dominante, possuam a real noção da importância de se lutar pelo verdadeiro bem comum, e que este bem comum, só será alcançado com o esforço e a dedicação de todos em prol de todos e que os usurpadores da nação estejam presos ou banidos da nossa sociedade de uma forma ou de outra, neste dia e somente neste dia, poderemos dizer que nosso país passou a limpo sua história.

[1]    O “Estado” está mencionado no texto em sentido amplo e refere-se a todas as esferas de poder ( Federal, Estadual e Municipal) e a todos os três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) constitucionalmente definidos.



Hoje: Marcus Vinicius está contando com você!

Marcus Vinicius Barcellos de Abreu precisa do seu apoio na petição «Congresso Nacional: Vamos transformar as remunerações imorais acima do teto constitucional em crime hediondo.». Junte-se agora a Marcus Vinicius e mais 87 apoiadores.