Abaixo-assinado encerrado

Manifesto Espírita contra o golpe e pela Paz

Este abaixo-assinado conseguiu 1.683 apoiadores!


A questão 932 de “O Livro dos Espíritos” deixa claro por que a influência dos maus supera a dos bons: por fraqueza dos bons. Os maus, apesar de estarem em número menor, são intrigantes e audaciosos, já os bons são tímidos. Esse temor coletivo impede a implantação de uma sociedade justa no Planeta Terra.

No entanto, a resposta deixa claro que essa transformação depende da nossa vontade. Uma vontade coletiva, plural, invencível.  “Quando os bons o quiserem, preponderarão”, sentenciam os Espíritos Superiores.

Nós Espíritas, abaixo-assinados, queremos!  E queremos começar por conduzir o Brasil para a justiça social e a paz! Nosso País hoje, se contorce com as dores atrozes das injustiças sociais que atrasam seu processo evolutivo. Está dominado por corruptos que aplicaram um Golpe Parlamentar com apoio da Mídia e do Judiciário e assumiram o Poder fazendo uso da intriga, da ousadia e da fraqueza dos tímidos.

O resultado do golpe já começa a ser sentido pela maioria da população, notadamente a mais pobre, que mais precisa do Estado.  Medidas como a reforma do ensino médio, o congelamento dos investimentos sociais por vinte anos, a reforma da previdência e a terceirização dos trabalhos em todas as atividades das empresas, beneficiam a classe proprietária de bancos, das grandes empresas e dos latifúndios, enquanto penalizam os trabalhadores e trabalhadoras em geral.

Enquanto a população mais pobre é golpeada de todos os lados, nossa Nação se divide, enfraquecida pela disseminação do ódio. Na esteira dessa divisão começam a surgir líderes trevosos ainda mais ousados e intrigantes. No Poder Judiciário a toga é usada para ocultar a tirania da perseguição aos inimigos políticos e dar proteção aos aliados. Do Poder Legislativo, surgem porta-vozes da violência que começam a arregimentar legiões de incautos com pregação de ódio, discriminação e preconceito. Todos fazem uso indiscriminado da ignorância e da fraqueza moral, ampliada e consolidada por um império de Mídia voraz e manipulador.

Diante de um mal que se disfarça em bem, confundindo a milhões, recorremos às Leis Morais contidas em O Livro dos Espíritos para fundamentar os posicionamentos que se seguem:

1 - Somamo-nos aos que renegam a cultura do lucro e o deus-mercado e atuam em defesa da vida como direito básico inerente a todos os seres, sem exceções, independente de condições morais e das Leis humanas, como preconiza a Questão 880.

2 - Perfilamo-nos com os que são contrários à propriedade privada dos bens coletivos como valor sagrado, já que a Questão 711 nos ensina que o “O uso dos bens da Terra é um direito de todos os homens, por ser uma consequência da necessidade de viver.”

3 - Compreendemos a obviedade de que o Capitalismo é um Sistema nefasto e anticristão, já que é baseado na concorrência e não na cooperação, no ter e não no ser e cujo saldo para a maioria da população é a fome em suas mais variadas vertentes.  E como diz a Questão 930, “Numa sociedade organizada segundo a Lei do Cristo, ninguém deve morrer de fome”

4 - Compreendemos que a tão necessária e urgente reforma íntima é insuficiente para mudarmos esse quadro. É preciso uma ação coletiva dos que já despertaram para a Lei de Amor e Caridade.  Como diz Alan Kardec, “Com uma organização social criteriosa e previdente, ao ser humano só por culpa sua pode faltar o necessário. Porém, suas próprias faltas são frequentemente resultado do meio onde se acha colocado.” É esse meio que precisamos mudar, agindo para transformar nosso País.

5 – Entendemos a urgência de os espíritas encarnados assumirem sua tarefa de “Instruir os homens, ajudá-los a avançar, melhorar as suas instituições por meios diretos e materiais.”, com está posto na Questão  573.  É, portanto, nosso dever  instruir a sociedade com foco na mudança do atual sistema social, injusto e opressor, para um sistema onde todos sejam irmãos. Fazendo isso, estaremos cumprindo nossa tarefa pacificadora que impedirá a terrível e medonha solução das armas.

6 – Entendemos que o golpe Jurídico/Parlamentar aplicado contra a nação brasileira tem como pano de fundo a manutenção e ampliação dos privilégios da casta detentora do poder econômico no País, bem como a submissão da nação brasileira ao Capital Internacional.  Por isso, posicionamo-nos ao lado de todas as vozes políticas progressistas, contrárias ao golpe em curso. Fazemos isso com a certeza de que basta nossa ação firme e determinada para salvarmos nosso País.  Como bem disse Alan Kardec, em Obras Póstumas:  “Sua aspiração por uma melhor ordem de coisas é indício da possibilidade de alcançá-la. Aos que são progressistas, cabe acelerar esse movimento por meio do estudo e da utilização dos meios mais eficientes.”



Hoje: Consciência está contando com você!

Consciência Ampliada precisa do seu apoio na petição «Congresso Nacional: Manifesto Espírita contra o golpe e pela Paz». Junte-se agora a Consciência e mais 1.682 apoiadores.