RESPEITO E DIREITOS PARA O SKATE FEMININO NO PARANÁ

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500!


ILUSTRÍSSIMO REPRESENTANTE DA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE SKATE

   Tendo em vista a manifestação da Federação de Skate do Paraná, na qual fora anunciada a intenção de retirada da Categoria Feminina das Etapas do Circuito Paranaense de Street Amador- calendário referente ao ano de 2020 (antes da Pandemia do Covid-19), viemos por meio desta repudiar a decisão, bem como requerer a inclusão desta categoria, pelos motivos abaixo exposados.

   Sabemos que as mulheres batalharam durante muitos anos para possuírem o simples direito de participar de campeonatos, o que intensifica ainda mais a nossa revolta, pois esse acontecimento aparenta para nós um retrocesso nessa conquista, levando ainda em consideração que somente a categoria feminina foi cogitada para exclusão.

   Lembrando que a categoria feminina já foi retirada no passado, impossibilitando por 5 anos a classificação das paranaenses no Campeonato Brasileiro (2013-2017, sendo inclusa novamente em 2018 até o ano de 2019). Prejudicando assim gravemente a evolução do Skate Feminino no Paraná e a profissionalização de atletas.

   Em um número de 8,5 milhões de skatistas, 81% são homens e apenas 19% são mulheres e esse tipo de ação só contribui para que esse número diminua cada vez mais. E por mais que as mulheres sejam a minoria, isso não muda que temos que participar, até para que possamos alcançar cada vez mais mulheres, mostrando que por mais que seja um esporte dominado por homens, mulheres também podem e devem praticar.

   Observamos mulheres lutando todos os dias para conseguir se manter no meio profissional que é ocupado na sua maioria por homens e, no esporte, não se faz diferente. Apesar de estarmos no séc. XXI, ainda se faz necessário exigir o direito de participar, o que para nós é um acontecimento chocante, já que essa luta está mais forte do que nunca. Um direito tão básico que, se privado, irá impedir inúmeras mulheres talentosas de se destacarem pelo que fazem, além de privar da experiência que se obtém com a participação em campeonatos.

   Mulheres que participam de esportes que são considerados pela maioria “masculinos” já sofrem vários tipos de preconceito seja nas pistas (ambientes de treino) como nas ruas (para parte da sociedade). Os tempos mudam e não será mais aceito nenhum tipo de retrocesso ou exclusão das mulheres, porque todos possuem o direito de participação, não será diferente para elas.

     Ainda, a exclusão desta categoria contraria princípios, mormente o da isonomia, contribuindo para a perpetuação da noção que a categoria masculina é a “principal”, e a feminina seria secundária.

   Em (2019) através de movimentos feitos entre as próprias skatistas - Gurias Skateboard, skatistas locais e Associações como ASSCEK, ASKM, Pra Skate e Circuito Curitibano Taça Paraná de Skate (realizaram campeonatos, rifas, bazares, etc em prol do skate feminino), o Paraná se tornou o segundo maior Estado inscrito no Campeonato Brasileiro com 28 meninas, que por sua vez, trouxeram classificações importantes nas variadas categorias e modalidades:

FEMININO 1 (Street)

8ª Carina Fujii

FEMININO 2 (Banks)

3ª Maitê De Aguilar Demantova

INFANTIL (Banks)

7ª - Flávia Tsuki Haraguchi Natal

Além da representatividade na própria organização do evento tendo uma juíza e uma locutora também paranaenses.

Em tempo, outro fato que não concordamos é a falta de categorização entre Feminino 1 (Amador) e Feminino 2 (Iniciante) – divisão mínima necessária que concede não só maior oportunidade de classificação, mas respeita o momento de cada uma no esporte, motivando as participantes e gerando maior aproveitamento dos eventos.

Solicitamos que sejam aplicadas as mesmas melhorias para a Modalidade Vertical.

Requeremos assim, que a Associação Feminina de Skate (AFSK- SP), órgão que nos representa e atua junto a Confederação Brasileira de Skate, se una a Associações e Organizações que contribuem para o crescimento do Skate Feminino no Paraná,  para realizar as etapas do Circuito Paranaense, pois desta forma acreditamos que não só teremos maior diálogo e compreensão, como também eventos dignos para nós mulheres.

Referências a seguir que dão supedâneo às informações apresentadas:

https://federacaoskatepr.com.br/ranking-2/

https://www.instagram.com/p/B9UunfHgpkn/

https://www.instagram.com/federacaodeskatedoparana/

FONTES:

https://www.redbull.com/br-pt/instituto-datafolha-confirma-sao-mais-de-8-milhoes-de-skatistas#:~:text=5%20%2D%20Mais%20mulheres%20no%20skate,s%C3%A3o%20homens%20e%2019%25%20mulheres

http://www.cbsk.com.br/noticias/noticias/talentos-da-nova-geracao-fecham-brasileiro-feminino-com-definicao-de-seis-campeas-nacionais/1769