Vamos salvar as humanidades!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500!


As ciências humanas, as humanidades, precisam de sua ajuda. O governo Bolsonaro, desde o primeiro momento, declarou guerra às universidades públicas, pois é no conjunto dessas universidades que, somado ainda às universidades comunitárias, se produz o conhecimento que torna possível a construção e sustentabilidade do desenvolvimento econômico, mas sobretudo o aprofundamento de nossa democracia. A história política do Brasil mostra a relação entre democracia e universidade, universidade que nasce com o fim da república velha, já em adiantado século XX.

Fundamental neste processo de democratização do país é o enorme trabalho realizado pelas ciências humanas, pelas humanidades em sentido amplo, que englobam, também, as letras e as artes. Não é outra a razão que nos põe como um alvo constante deste governo autoritário, que faz do Ministério da Educação a vanguarda de seu tacão fascista. Por meio da aplicação de um índice artificial e arbitrário, que mede o impacto de publicações, a Capes, agência de avaliação e fomento à Pós-Graduação, pretende varrer a área das humanidades, eliminá-la como campo de conhecimento. Precisamos resistir. Iremos resistir.

Não há sociedade democrática que não reflita sobre sua experiência. Não há crítica sem reflexão, assim como não há, sem reflexão, correção de determinado rumo. Não há oposição sem crítica, portanto, não há democracia sem crítica e reflexão. É nas humanidades que apreendemos nossa experiência. Só nós podemos fazer isso. Venham conosco defender as humanidades. Venham conosco defender a produção livre e plural de conhecimento, em todas as áreas. Defender as humanidades é defender a democracia.