Ajude o bebê Lucas a voltar para os braços da mãe

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 5.000!


Bianca Cabral é uma imigrante brasileira que vive nos EUA, em San Diego, na Califórnia. No dia 16 de setembro deste ano, foi submetida à mais desumana das injustiças que uma mãe pode viver: TEVE SEU FILHO, LUCAS, RETIRADO BRUSCAMENTE de seu convívio em decorrência de denúncias por conflitos entre ela e o marido americano, conflitos esses que se tratava de VIOLÊNCIA DOMÉSTICA contra Bianca.

LUCAS AINDA É UM BEBÊ LACTENTE, e enquanto esteve sob os cuidados de Bianca nunca ficou vulnerável a qualquer perigo, sequer ficou doente algum dia. Sempre foi uma criança plena e amada pela mãe.

Bianca, além de VÍTIMA da violência do marido, ainda teve seu filho arrancado e o agressor conseguiu inverter o processo transformando Bianca em uma agressora perigosa. Já nos é familiar essa narrativa que inverte a posição da mulher, justamente por ser algo intimamente ligado às opressões desse sistema patriarcal, que insiste em colocar na mulher a culpa pelos crimes de que é vítima e priva desumanamente uma mãe e um filho da presença um do outro.

LUCAS FOI COLOCADO NUMA INSTITUIÇÃO PARA MENORES INFRATORES, durante 46 dias, enquanto Bianca foi submetida a uma jornada de regras e juntada de provas para recuperar a guarda do filho. Apesar de injustiçada, Bianca submeteu-se a seguir as regras estabelecidas pelo Estado para salvar seu filho de um destino irrevogável.

Desde que perdeu a guarda de seu bebê, Bianca vive para recuperá-la e todo o seu tempo é dedicado a isso. Colocado agora em um lar temporário (o que nos EUA chamam de foster house), Bianca pode amamentá-lo 4 vezes ao dia por 30 minutos cada, em lugar público. Vive sozinha em uma casa alugada, sendo necessário que ela também peça suporte financeiro nas redes sociais, além de orações e gritos de justiça.

No PRÓXIMO DIA 03 DE DEZEMBRO uma audiência definitiva poderá colocar Lucas para adoção se não ajudarmos Bianca. O processo contra ela, criado por preconceito contra a imigrante e conspiração do agressor junto ao sistema judiciário patriarcal pode determinar UMA TRAGÉDIA NA VDA DE LUCAS. A entrega da criança para adoção é uma violência inaceitável uma vez que Bianca não desistiu de seu filho e não o entregou em nenhum momento do processo.

Estamos LUTANDO CONTRA O RELÓGIO para salvar o destino de Lucas que tem o direito inalienável de permanecer com sua mãe que o ama.

AJUDE-NOS A DEVOLVER LUCAS PARA OS BRAÇOS DA MÃE URGENTISSIMO

#devolvamLucaspramae

@coletivomulheristas  @por_Bianca_e_Lucas