KFC, Taco Bell e Pizza Hut: comprometam-se a banir as gaiolas globalmente!

Vitória confirmada
Esta petição é uma de 35 petições no movimento "End Global Factory Farming".Saiba mais sobre o movimento.

KFC, Taco Bell e Pizza Hut: comprometam-se a banir as gaiolas globalmente!

Este abaixo-assinado foi vitorioso com 169.007 apoiadores!

Camilla Rossete criou este abaixo-assinado para pressionar Cesar Antonelli (CEO Taco Bell Brasil) e

Yum! Brands, empresa multinacional que controla as redes  KFC, Pizza Hut e Taco Bell, ainda não se comprometeu globalmente a banir o confinamento de milhões de galinhas poedeiras em gaiolas minúsculas e imundas de suas redes de fornecimento. 

Até o momento, a empresa, que está presente em mais de 150 países, aderiu apenas a algumas políticas locais, parciais, como no caso do Brasil e muitas vezes com uma linguagem fraca e confusa, o que dificulta a transparência e o acompanhamento por parte da sociedade civil. Esse tipo de posicionamento tem deixado inúmeros animais em várias partes do mundo desamparados de qualquer critério mínimo de bem-estar animal nas cadeias de suprimentos da empresa.

A situação no Brasil e na América Latina

A partir de acordos firmados com a Yum! Brands Inc. (“Yum”), no Brasil, as empresas KFC e Pizza Hut são administradas pela Brazil Fast Food Corporation (BFFC) e pela International Meal Company (IMC). Ambas já possuem compromissos para banir as gaiolas de suas cadeias de fornecimento nacionalmente, mas aproveitamos para pedir mais transparência da parte dessas empresas para poder  acompanhar de perto e  garantir que essa transição de fato ocorra dentro do prazo estabelecido e publicado nos sites das empresas. Já o Taco Bell, administrado pela Sforza, não possui qualquer tipo de compromisso para eliminar essa prática no Brasil. 

Vale ressaltar que o Brasil é o único país de toda a América Latina que tem compromissos, por mais nacionais e parciais, para as marcas  da Yum!. Diversas organizações de proteção na Argentina, no Chile, na Colômbia, no México, no Peru, no Uruguai e  no Equador também publicaram hoje uma petição em espanhol com este mesmo pedido. Os ativistas também estão neste momento divulgando a campanha em suas redes sociais e contam com uma rede de voluntários e apoiadores para fazer com que todos os animais na região sejam, de uma vez por todas, amparados por uma política global de bem-estar animal. 

Entenda mais sobre o problema

Essas gaiolas são tão pequenas e repletas de aves que as galinhas quase não conseguem abrir suas asas ou expressar qualquer tipo de comportamento natural. Frequentemente, partes de seus corpos se prendem no aramado das gaiolas, resultando em ossos fraturados, deformidades e uma severa perda de penas. Algumas galinhas exaustas ou incapazes de se mover são pisoteadas até a morte por suas companheiras de gaiola. Aquelas que não morrem devido às condições de sofrimento, passam suas vidas miseráveis trancafiadas com aves mortas sob seus pés. 

Milhares de empresas ao redor do mundo estão abandonando as gaiolas. Compromissos globais para a adoção de políticas sem gaiolas estão sendo firmados por algumas das maiores empresas do mundo, incluindo Burger King, Tim Hortons, Popeyes, Unilever, Nestlé, Aldi, InterContinental Hotels, Sodexo, Marriott, Wyndham, Compass Group, Shake Shack, Famous Brands, Costa Coffee e Barilla. Até mesmo empresas de baixo custo nos setores de fast food e alimentação de pets estão se afastando dessa prática horrível.

A Yum! Brands afirma ser dedicada a “construir marcas globais icônicas que as pessoas confiam e valorizam”. Consumidores ao redor do mundo estão perdendo a confiança enquanto as marcas KFC, Pizza Hut e Taco Bell não tomam uma atitude global em prol dos animais. Por favor, assine essa petição pedindo para que a Yum! Brands anuncie um compromisso de banir o fornecimento de ovos produzidos por galinhas confinadas em gaiolas.

Vitória confirmada

Este abaixo-assinado foi vitorioso com 169.007 apoiadores!