CARTA ABERTA EM APOIO ÀS REIVINDICAÇÕES DOS PROFESSORES E PROFESSORAS

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


CARTA ABERTA EM APOIO ÀS REIVINDICAÇÕES DOS PROFESSORES E PROFESSORAS

MÃES E PAIS DA ESCOLA RECREIO

MAIO/2018

Nós, um grupo de mães e pais do Recreio, repudiamos a maneira injusta pela qual  o SIEESP está conduzindo o diálogo com o SINPRO. Os direitos dos professores e professoras de escolas particulares estão seriamente ameaçados desde o momento em que as negociações sobre a Convenção Coletiva foram suspensas unilateralmente pelo sindicato patronal, após a reforma trabalhista no país.

Se há algum discurso consensual em tempos de pensamentos tão polarizados é o de que a prosperidade do país está diretamente ligada à necessidade de investimento na Educação, e a melhoria da qualidade do ensino começa pela valorização do trabalho docente. Condições dignas para os professores geram a qualidade de ensino para os estudantes.

Acreditamos sobretudo na importância do corpo docente como agente de transformação social, sendo peça fundamental para a formação do pensamento crítico e da possibilidade do olhar para diversas direções. Assim, acreditamos ser impossível a continuação desse trabalho com a ruptura dos direitos conquistados a muito custo ao longo da história. O retrocesso proposto com a cisão do acordo coletivo, a nosso ver, tenta transformar a educação em simples prestação de serviço cujo objetivo é apenas o lucro, a qualquer custo. Acreditamos que a educação é muito mais do que um serviço: é parceria, entrega, acolhimento, construção, respeito.

Temos profunda admiração pela direção do Recreio, que mantém diálogo aberto e franco com seus professores e professoras e assegurou publicamente a manutenção dos direitos do corpo docente mesmo que a Convenção Coletiva retire benefícios. Entretanto, como bem assinalado pela própria equipe de direção do Recreio em carta aos pais e às mães, esse cenário pode ameaçar a qualidade do ensino para além dos muros da escola. (Neste link, você encontra a carta redigida pelos educadores e educadoras do Recreio, com mais detalhes sobre os acontecimentos recentes.)

Entendemos que direitos conquistados precisam ser respeitados, a fim de que se mantenham a despeito de quaisquer mudanças de contexto, assegurando estabilidade nas relações entre empregadores e empregados e propiciando um ambiente construtivo de respeito à atividade docente.

Apoiamos as reivindicações dos professores do Recreio e de educadores e familiares de outras escolas privadas, entendendo que o que está em jogo é a qualidade da educação. Por isso, chamamos toda a comunidade do Recreio para assinar esta carta de apoio.


Adriana Messa

Alexandre Vilarinho

Ana Carolina Arantes Gonçalves

Andrea Jundi

Arthur F. Mello

Bernardo Przewodowski

Bruna Buchman

Carina Matos Martins

Carolina Castro

Carolina Maia

Cristina Emy Yokaichiya

Daniel Bracher Mariani

Daniel do Amaral Arbix

Diana Wolanski

Estela Waksberg Guerrini

Fernanda Nudelman Trugilho

Fernando Mitsuo Kaida

Julia Teixeira S Cezar

Juliana Machado Ferreira

Juliana Sartori

Laura Azevedo Mansur

Livia Machado

Mariana Chiesa Gouveia Nascimento

Mariana Facchini Granato

Mariana G Rocha da Cunha Bueno

Nara Vieira Marques

Paula Cavalcanti Ceotto

Paula Manso

Rafael Andrade Pereira

Rafael Corrêa do Carmo

Regina Foresti de Almeida Toledo

Renata Passarelli

Renata Pedini Gasparro

Ricardo Figueiredo

Sabrina Nasser de Carvalho

Tainara A. Ribeiro Afonso

Tássia Przewodowski

Tatiana Junqueira

Thiago Malpetti

Vanessa Taguchi Agricola

Vera Tschiptschin Francisco

Yuma Galesi

 



Hoje: Estela está contando com você!

Estela Waksberg Guerrini precisa do seu apoio na petição «CARTA ABERTA EM APOIO ÀS REIVINDICAÇÕES DOS PROFESSORES E PROFESSORAS». Junte-se agora a Estela e mais 78 apoiadores.