Valorização da Parteria Tradicional e Medicinas Naturais

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 200!


Muitas parteiras(os) e puxa-barrigas que cuidam da mulher e família de maneira humanizada e acolhedora usando as medicinas naturais e saberes adquiridos por gerações passadas de mães para filhos e não por livros ou instituiçōes de ensino, têm seus saberes desvalorizados e vistos com preconceito. Por considerarem a gestação como algo natural, seus cuidados diminuem violências obstétricas em hospitais com seus protocolos rígidos que não levam em conta as necessidades e retiram o protagonismo da mulher. Assim devemos considerar a prática de parteria e puxa-barriga tradicional um aspecto rico da cultura como patrimônio cultural que sofre ameaça de se extinguir, dado o fato de que muitas parteiras são idosas e guardarem consigo ricos aspectos dessa cultura.

Com a desvalorização e discriminação que os saberes tradicionais sofrem, incentivar essa prática é a única forma de fortalecer e preservar a cultura da parteria que faz parte da história do povo Satere Mawé e humanidade.

Por isso, viemos através deste abaixo-assinado defender o projeto de lei que valorize a parteria tradicional em permitir que as parteiras(os) e puxa-barrigas possam ser consideradas como cuidadoras(es) de saúde e maternidade na atenção básica, serviços de saúde e partos domiciliares, valorizando e qualificando seus trabalhos e saberes em Maués - Amazonas.

Defenda nossa ancestralidade!



Hoje: Mama Ekos está contando com você!

Mama Ekos precisa do seu apoio na petição «CARLOS ROBERTO DE OLIVEIRA JÚNIOR : Valorização da Parteria Tradicional e Medicinas Naturais». Junte-se agora a Mama Ekos e mais 115 apoiadores.