IMPEACHMENT PREFEITO MARCELO CRIVELLA JÁ - NÃO A DESTRUIÇÃO DA SAÚDE NO RJ!!!!!!!!!!!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!


Hospital Rocha Faria virou um dos símbolos da crise nos hospitais municipais em 2017. Ao longo do ano, profissionais de saúde denunciaram falta de salários, de material, de remédios e até de comida para os pacientes.
 A dívida da prefeitura com as OSs no fim de 2016 era de R$ 115 milhões. Entre janeiro e setembro de 2017 o valor aumentou e chegou a R$ 460 milhões.
Atualmente, a Prefeitura do Rio tem 25 contratos com organizações sociais para administração de unidades de saúde. Todas as Clínicas da Família, por exemplo, têm gestão privada. O mesmo acontece com 11 das 14 UPAs do município. E também em alguns dos principais hospitais de emergência.

Pessoas morrendo nos hospitais, profissionais de saúde com salários atrasados meses.

Falta de medicamentos e insumos, caos na saúde.

Corrupção e nepotismo na administração do prefeito, despreparo e confusão. 

FALTA DE VAGAS NAS CRECHES.

CUMPRIU MENOS DE 46% DAS METAS PROPOSTAS. 

Na área de saúde, a decisão de retardar o repasse de recursos para fornecedores e organizações sociais responsáveis pela administração de cerca de 170 unidades levou ao desabastecimento de hospitais. Profissionais terceirizados entraram em greve e começaram a faltar remédios.

Nomeação de seu filho Marcelo Hodge para a Casa Civil anulada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que a considerou um ato de nepotismo. Também foi alvo de críticas por afrouxar a fiscalização de ambulantes — o alto índice de desemprego foi usado como justificativa.

SAÚDE E EDUCAÇÃO NO ESGOTO - RJ NO CAOS TOTAL . 

 

 



Hoje: marcus Vinícius está contando com você!

marcus Vinícius de Oliveira precisa do seu apoio na petição «camara de deputados : IMPEACHMENT PREFEITO MARCELO CRIVELLA JÁ - NÃO A DESTRUIÇÃO DA SAÚDE NO RJ!!!!!!!!!!!». Junte-se agora a marcus Vinícius e mais 655 apoiadores.