Permanência da estrutura administrativa dos Correios no Município de Bauru

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


Exmos. Srs.

O presente manifesto tem o objetivo de pedir o apoio de Vossas Excelências à uma nova ação a ser proposta, para permanência da estrutura administrativa dos Correios neste Município e registrar o apoio das pessoas abaixo assinadas, trabalhadores e trabalhadoras dos Correios, lotadas na cidade de BAURU/SP e munícipes em geral que concordam com a proposta.

Em outubro de 2015 nossa colenda Câmara Municipal, propôs uma ação para a permanência da estrutura administrativa dos Correios, ocorre que, novamente estamos à mercê de nova tentativa de transferir a estrutura administrativa dos Correios do município de Bauru para outro município, devido às mudanças diretivas e políticas.

Desde sempre, a Empresa vem passando por constantes reestruturações, gerando várias alterações internas no que hoje é denominada Superintendência Estadual de São Paulo Interior.

Ocorre que os empregados dessas áreas administrativas lotados em Bauru/SP temem por sua transferência para outras localidades, ou até mesmo na perda de seus empregos, assim como já ocorreu com profissionais de outras entidades públicas (Banco do Brasil, Telesp, Caixa Federal, CPFL, etc.) e da iniciativa privada (Ajax, Bunge, Tilibra, Mondelez, etc.), pela falta de mobilização político-social.

A área administrativa dos Correios em Bauru/SP foi implantada em 1999, com equipe composta 100% por funcionários de carreira, em sua maioria técnicos oriundos do Interior Paulista, aos quais se somaram profissionais contratados via concurso público, naturais deste município ou de outras cidades da região, tais como Pederneiras, Agudos, Arealva, dentre outras, que adotaram Bauru como seu lar. Tratam-se de agentes, técnicos e analistas com formação superior, que contribuem diretamente para desenvolvimento econômico-social da cidade.

Para os Correios, o objetivo dessa estrutura em Bauru foi manter equipe diretiva no centro do Estado, assegurando nível de gestão e de qualidade operacional em todo o Interior Paulista, gerador de significativa receita operacional dos Correios (maior do que muitos Estados da Federação arrecadam).

É sabido também que grandes centros (como São Paulo, Campinas e respectivas regiões em seu entorno) são hoje grandes conglomerados humanos, já saturados e que nada mais comportam, enquanto paralelamente se popularizam movimentos em vários segmentos de migração de pólos empresariais e industriais para cidades interioranas de porte médio, férteis em melhores condições de trabalho, mão de obra qualificada, menores custos, etc.

Assim, os Correios estariam na contramão!

Em momentos passados, transferências em massa já ocorreram nos Correios (exemplo: Plano Collor na década de 1990), o que contribui ainda mais para o temor das pessoas! É fato também que após certo tempo essas reestruturações não tiveram sucesso, resultando no retorno da estrutura administrativa para Bauru, mas quando muitas pessoas já haviam sido impactadas e perdas para a cidade já haviam sido sofridas.

Bauru integra a lista dos 100 maiores PIB (produto interno bruto) do País, e no Estado de São Paulo está hoje na 22º colocação.

Há 5 anos atrás, Bauru estava à frente de municípios paulistas de porte semelhante ou maior, como Diadema, Mogi das Cruzes e São Caetano do Sul, porém, cinco anos depois, de acordo com os dados divulgados pelo IBGE, Bauru já foi ultrapassado por todos esses municípios, e hoje estão na seguinte classificação:

Posição -    Município                    - PIB
    17º    -     Mogi das Cruzes        - 14.426 Bilhões
    20º    -     São Caetano do Sul   - 13.287 Bilhões
    21º    -     Diadema                     - 13.230 Bilhões
    22º    -     Bauru                          - 13.141 Bilhões

 Caso seja alterada a sede administrativa dos Correios, aqui localizada desde 1999, a tendência é que Bauru perca ainda mais posições.

Atualmente cerca de 600 (seiscentos) funcionários diretos dos Correios e aproximadamente 100 (cem) terceirizados atuam na área administrativa dos Correios de Bauru/SP, estando lotados tanto em órgãos da Superintendência Estadual como em outras estruturas, vinculadas a Departamentos sediados em Brasília (Recursos Humanos, Tecnologia, Financeiro, Jurídico, Segurança, etc.), mas cujo efetivo permanece nesta cidade, prestando suporte a unidades operacionais do interior e, até mesmo, para outros estados do País, dada a qualidade técnica dessas equipes de suporte.

Assim, uma possível desativação da estrutura aqui instalada e consequente transferência dos postos de trabalho para outras localidades atingirá diretamente centenas de famílias, milhares de pessoas hoje domiciliadas em Bauru/SP, resultando em perdas na arrecadação do Município e impactos negativos à economia local (comércio, indústria, escolas, restaurantes, supermercados, mercado imobiliário, etc.), além de perdas de capital humano.

Desta forma, registramos nosso pedido de apoio à ação para preservação da atual estrutura administrativa em Bauru/SP, contando com o sucesso desta importante mobilização.