Seja contra a suspensão dos pagamentos de contratados e estagiários da educação em Erechim

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.500!


No dia 17 de abril, a prefeitura de Erechim publicou a ordem de serviço número 5 de 2020 que estabelece novas medidas de enfrentamento á pandemia de COVID-19.

Entre elas estão a suspensão dos contratos dos professores da rede municipal e seus pagamentos e a suspensão dos estágios e seus pagamentos. Segue abaixo os artigos da ordem:

Art. 5.º Ficam suspensos os contratos temporários e seus respectivos pagamentos, a partir de 1.º de abril de 2020, para professores lotados na rede municipal de educação, durante o estado de calamidade pública.

Art. 6.º Ficam suspensos os estágios remunerados e seus respectivos pagamentos, a partir de 1.º de abril de 2020, para os estagiários lotados na rede municipal de educação, durante o estado de calamidade pública.

Entendemos que estas medidas são descabidas e cruéis pois retira a renda de pessoas que não tem condições de procurar outras formas de renda durante a pandemia. Além de não existir justificativa para tais medidas.

Ações como essa se configuram como necropolítica, ou seja, uma política que mata.

Portanto fazemos um apelo a todos e todas para que se posicionem contrárias a esta ordem de serviço que precisa ser revogada.