Pela permanência do Padre Claudio Prescendo na Paróquia da Glória

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


A permanência do Padre de Claudio é extrema importância para finalização do Salão Paroquial, organização da festa de 40 anos da paróquia da Glória em agosto de 2021, ordenação dos novos diáconos bem como sua saúde, por estar perto do hospital se necessário. Seu carisma e devoção ja salvou muita almas e sua saída será devastadora para os fiéis e para os projetos que ele desenvolve. Uma transição de no mínimo um ano para sua saída respeitaria os fiéis da paróquia. 
o Texto abaixo é parte da carta que foi enviado ao Dom Silvio da qula ele repsondeu via whats: 

Com base no Cânon 212, § 2º "Os fiéis têm a faculdade de expor aos Pastores da Igreja as suas necessidades, sobretudo espirituais e os seus anseios", nos fazendo entender do direito de petição, individual e coletiva, na qual observamos o direito de ser ouvido na forma oral ou escrita e tendo a consciência da possibilidade de termos nosso pedido, negado e; Cânon 212 § 3º: "Os fiéis, segundo a ciência, a competência e a proeminência de que desfrutam têm o direito e mesmo, por vezes, o dever de manifestar aos sagrados Pastores a sua opinião acerca das coisas atinentes ao bem da Igreja, e de a exporem aos restantes fiéis, salva a integridade da fé e dos costumes, a reverência devida aos Pastores, e tendo em conta a utilidade comum e a dignidade das pessoas." Vimos assim o direito que nós fiéis temos à liberdade de expressão e de opinião pública dentro da Igreja, com todo respeito e reverência devidos às autoridades hierárquicas da Santa Igreja. E, na certeza da real utilidade comum para as almas, na qual reconhecemos o direito e às vezes, o dever de manifestar não só ao senhor, enquanto líder desta Igreja local, mas também de expor nossa opinião aos demais fiéis, vimos através deste solicitar ao senhor Bispo Diocesano de Vacaria, Dom Silvio Guterres Dutra que:

Repense e volte atrás na questão da saída do Senhor Padre Claudio Prescendo anúncio da Paróquia da Glória e que permaneça à frente como Pastor de nossa paróquia. Anseios verificados e confirmados pela população local que deseja que Padre Claudio continue à frente dos trabalhos pastorais.

Considerando que existe em nós, fiéis leigos, atuantes nesta paróquia, a preocupação de acontecer com esta Comunidade Paroquial tão atuante, fervorosa e fiel, o mesmo que acontece com diversas paróquias que tomamos como exemplo a Paróquia Santo Expedito de Passo Fundo que em três anos teve três novos Padres, e que não havia um trabalho continuado e fortificado para não citar casos pessoais de fracasso com este processo de transferência de Padres.

 Acreditamos que quando se faz necessário, quando a Comunidade Paroquial anseia por um trabalho pastoral não realizado, há a necessidade de troca e fortalecimento deste trabalho, mas o povo desta Comunidade Paroquial é atuante e isto, graças à Liderança Pastoral de Padre Claudio somos Igreja, em unidade com a Igreja, e entendemos a singularidade do trabalho realizado nesta Comunidade Paroquial, que trouxe tantas almas para junto de Deus.

Também reiteramos que não temos nada contra os novos Padres e queremos o bem da nossa paróquia, sendo saudável a permanência do Padre Claudio.

Elencaremos aqui alguns pontos importantes para esta permanência:

Primeiro: Preparar a comunidade para a transição consultando os Presidentes dos Conselhos e Líderes da comunidade seria uma forma de humildade e consideração.

Segundo: O Padre Cláudio sendo Vigário Geral e que ajuda na tomada de decisões é mais útil perto da diocese.

Terceiro: Este ano teremos os 40 anos da Paróquia da Glória em que toda comunidade deseja o Padre Claudio para organizar e preparar as festividades.  

Quarto: Finalização e ordenação dos Diáconos.

Quinto: Conclusão do Salão Paroquial que é parte da força de liderança do Padre Cláudio.

Sexto: Projeto sexta básica que atende mais de 80 famílias da qual o Padre Cláudio por sua estima e carisma toca o coração de muitos doadores e ao permitir a transição, em mais ou menos uns dois anos, sem dúvida os mesmos doadores continuarão servindo a Paróquia vendo que o Bispo também se importa com este projeto.

Sétimo: Pelo amor que a comunidade tem pelo Padre Cláudio, também preza pela sua saúde do Padre Claudio, que aqui está mais próximo do recurso hospitalar. Ao falar em saúde, lembramos-lhe do recente episódio que quase tirou a vida do nosso amado, amigo Padre Claudio, que psicologicamente abalado, baixou sua imunidade, e o fato de transferi-lo neste momento poderá influenciar fortemente na sua saúde bem como a chegada do inverno, retira-lo de um ambiente que ele já conhece também não será saudável.

Oitavo: Tememos por uma grande desistência dos fiéis e líderes comunitários, o que não é saudável para a Paróquia de Glória pela grande assistência aos necessitados e menos favorecidos.