BANERJ- Os excluídos do Projeto Lei nº 3213/2010

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


EX-SERVIDORES   DO  BANERJ 

Por que o pessoal de 96 ficou de fora?

Carvalhosa nunca quis o pessoal de 96 . Por isso o projeto está recheado dos três termos que barram o pessoal de 96: "contrato", "Síram da Previ no tempo da liquidação", e "receberam 100% da contribuição".

Estamos fazendo a mesma pergunta há 9 anos e as respostas vagas são:
1) Carvalhosa: Em 96 o estatuto da Previ estava valendo. Por isso não arriscamos.
Nossa resposta: Não estamos em tribunal, e sim fazendo uma lei que está acima de qualquer estatuto. Inclusive do estatuto vigente no "tempo da liquidação " . Por isso sempre quisemos a verdadeira isonomia, um projeto para todos. Vale lembrar que a Previ não foi liquidada e hoje possui o estatuto 4.

2) Dúvida jurídica.
Nossa resposta: na dúvida faça o bem, e nunca a exclusão. Além do mais a maldade está em colocar a palavra "contrato" , que os de 96 não assinaram, pra depois dizer que tem dúvida;

3) A conta "A" não foi feita para contemplar os de 96. 
R: Mentira!. Isso não está escrito. A conta "A" é uma reserva para o Estado, caso falte recurso para os aposentados da Previ. É para todos que estiverem nesta situação.

4) Para o pessoal de 96 teria que ser feito um calculo atuarial caríssimo.
R: MENTIRA! O que divide os contemplados dos excuídos é um intervalo de somente um ano. Se considerarmos que o tempo de contribuição é variável isso nada significa. Na audiência publica ficou claro que ninguém tem os números corretos para qualquer caso. A prova desta verdade é a tentativa do levantamento atual promovido pelo próprio sindicato, até 31/05, para ser usado como argumento de convencimento na ALERJ..
[00:17, 3/5/2019] José Halegua: Resposta no grupo BANERJ a uma ex-colega que perguntou: - Por que o pessoal de 96 ficou de fora?

Carvalhosa nunca quis o pessoal de 96 . Por isso o projeto está recheado dos três termos que barram o pessoal de 96: "contrato", "Saíram da Previ no tempo da liquidação", e "receberam 100% da contribuição".

Estamos fazendo a mesma pergunta há 9 anos e as respostas vagas são:
1) Carvalhosa: Em 96 o estatuto da Previ estava valendo. Por isso não arriscamos.
Nossa resposta: Não estamos em tribunal, e sim fazendo uma lei que está acima de qualquer estatuto. Inclusive do estatuto vigente no "tempo da liquidação " . Por isso sempre quisemos a verdadeira isonomia, um projeto para todos. Vale lembrar que a Previ não foi liquidada e hoje possui o estatuto 4.

2) Carvalhosa: Dúvida jurídica.
Nossa resposta: na dúvida faça o bem, e nunca a exclusão. Além do mais a maldade está em colocar a palavra "contrato" , que os de 96 não assinaram, pra depois dizer que tem dúvida;

3) Carvalhosa: A conta "A" não foi feita para contemplar os de 96. 
R: Mentira!. Isso não está escrito. A conta "A" é uma reserva para o Estado, caso falte recurso para os aposentados da Previ. É para todos que estiverem nesta situação.

4) Carvalhosa: Para o pessoal de 96 teria que ser feito um calculo atuarial caríssimo.
R: MENTIRA! O que divide os contemplados dos excluídos é um intervalo de somente um ano. Se considerarmos que o tempo de contribuição é variável isso nada significa. Na audiência pública ficou claro que ninguém tem os números corretos para quaisquer casos. A prova desta verdade é a tentativa do levantamento promovido pelo próprio sindicato, que termina no próximo 31/05, para ser usado como argumento de convencimento na ALERJ. Então, para os contemplados não precisa de tais cálculos caríssimos, bastando uma pesquisa superficial e inexata?