Queremos a cassação do mandado do Vereador Carlos Evaristo (PSD)!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 100!


O Vereador Pastor Carlos Evaristo, do PSD, está sendo processado na Justiça, ao ser acusado pelo Ministério Público por superfaturar a compra de café na Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, quando era Presidente da casa legislativa.

Enquanto a Câmara de Mogi pagou R$ 12,50 no pacote de 500g de café, a Penitenciária III de Hortolândia pagou R$ 5,40. O CDP pagou R$ 3,74 e o Centro de Progressão Penitenciária de Valparaíso, R$ 5, segundo pesquisa do Ministério Público.

O prejuízo aos cofres públicos foi de R$ 25,5 mil.

Neste abaixo-assinado, queremos exigir a cassação do mandato do Vereador Carlos Evaristo, conforme o Regimento Interno da Câmara:

"ARTIGO 83 - A Câmara poderá cassar o Mandato do Vereador quando :
I- utilizar-se do Mandato para a prática de Atos de corrupção ou de improbidade administrativa;
III- proceder de modo incompatível com a dignidade da Câmara ou faltar com o decoro na sua conduta pública;"

Notícia: https://g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/noticia/ministerio-publico-estima-prejuizo-a-camara-de-mogi-com-compra-de-cafe-superfaturado-em-r-255-mil.ghtml



Hoje: Mogi Sem Corrupção está contando com você!

Mogi Sem Corrupção precisa do seu apoio na petição «Assine abaixo-assinado pela cassação do mandado do Vereador Carlos Evaristo (PSD)!». Junte-se agora a Mogi Sem Corrupção e mais 36 apoiadores.