Reduzam as Taxas das Declarações do Bolsa Atleta, Confederação Brasileira de Remo!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 2.500!


Todo ano o Programa Bolsa Atleta contempla atletas de todas as modalidades que obtiveram resultados nacionais e internacionais. As bolsas são importantíssimas para muitos atletas se manterem no esporte, investirem em suplementação, equipamento e competições. 

Para obter tal bolsa, seus resultados precisam ser comprovados através de uma declaração do próprio clube e da confederação a qual o atleta está filiado. Ao receber a última parcela, o atleta precisa prestar contas do seu ano competitivo e, consequentemente, mais duas declarações das mesmas entidades.

A partir de 2019, a Confederação Brasileira de Remo passou a cobrar uma taxa de 100 reais por cada declaração solicitada pelos atletas. A declaração fica disponível no site da confederação. Os atletas baixam o arquivo, preenchem os dados e enviam à confederação. A mesma confere os dados, carimba e reenvia para o atleta que imprime e envia ao programa. Atualmente, o atleta só recebe a declaração após o pagamento de um boleto de 100 reais.

No cenário nacional, muitas Confederações não cobram pelas declarações, outras cobram taxas bem inferiores a 100 reais. O Comitê Olímpico Brasileiro e a Secretaria Nacional de Esportes não aprova a taxa, no entanto, não podem proibir a conduta da Confederação Brasileira de Remo.

Assim, pedimos ao sr. presidente da Confederação Brasileira, Edson Altino Pereira Jr. que repense o valor da taxa para as declarações do Bolsa-Atleta. Sugerimos que a taxa para cada declaração seja reduzida para 30 reais. Acreditamos no seu bom senso e razoabilidade. Os atletas precisam do seu apoio.

foto: Mauricio Fleck