Contra os abusos cometidos pela prefeitura ao limitar o uso dos aplicativos de transporte

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 15.000!


Aos augustos responsáveis pelo município de Imperatriz,

Primeiramente, gostaria de pontuar que todos vocês são funcionários públicos, e portanto, por pura e simples definição, funcionários, meus e de todo e qualquer pagador de imposto nessa cidade. De forma que sua autoridade pode ser exercida sobre mim, mas não contra mim, pois a mesma é conferida a vós pelo direito democrático inerente a mim e à comunidade.

O direito de ir e vir é uma das coisas mais importantes desta democracia e, inclusive, o ferimento do mesmo é um dos aspectos mais duramente criticados do período de Regime Militar, que impôs toques de recolher e outras formas de suprimir esta prerrogativa do cidadão brasileiro.

Contudo, toques de recolher não são a única forma de tolher alguém do seu direito à locomoção.

Não bastasse o serviço de transporte público ser uma verdadeira lástima, com demoras absurdas, má qualidade de funcionários, péssima garantia de segurança e praticamente nenhum aspecto que realmente pareça ter sido pensado em função do contribuinte, vocês, os "responsáveis" (ponho aqui em aspas pois não creio que 'responsabilidade' seja uma característica que deva ser associada aos senhores) por essa cidade, decidem por tomar para si o direito de decidir QUANDO e ONDE nós podemos escolher a forma de locomoção?

 

Quem são os senhores, para se acharem no direito de votar em uma lei que tem PRETENSÃO de ESCOLHER ARBITRARIAMENTE onde eu eu posso exercer minha liberdade?

O senhor prefeito é integrante de um partido chamado DEMOCRATAS. Isto lhe parece muito democrático, senhor prefeito? Lhe parece democrático que uma forma nova, moderna e orgânica de empregabilidade como os motoristas de aplicativo seja decepada, massacrada, esmagada pelo Estado, em prol de alguns burocratas sujos envolvidos com frotas de táxi? Lhe parece justo que centenas de trabalhadores tenham perdido suas fontes de renda em virtude de uma decisão egoísta e estúpida vinda da câmara dessa cidade?

O que me parece, prefeito (e todos os demais responsáveis) é que perderam as estribeiras.

Muitos (principalmente na classe de vocês) criticam o quadro atual da política brasileira, criticam o governo, criticam o fenecimento da democracia, dizem que os direitos do cidadão estão morrendo e que irão morrer ainda mais; muitos de vocês dizem que o Brasil está se tornando caótico e apontam diversas razões pra isso, seja um partido, um gesto, um pronunciamento, um crime, o que seja.

Mas é muito fácil para um médico olhar para uma vítima de um tiro e afirmar que ela está morrendo e que, se continuar sangrando, morrerá. Essa não é a função do médico. Ele deve impedir que a vítima morra.

Da mesma forma, com vocês, senhores. Vocês estão vendo a democracia ser ferida todo momento, sempre apontando isso ou aquilo como motivo. E ao invés de fazer algo para defendê-la, ferem-na ainda mais com suas canetadas e votos egoístas que nada tem a ver com os desejos do povo.

Vocês estão assassinando a democracia.

O cidadão pode ir PARA ONDE QUISER e vir DE ONDE QUISER, enquanto estiver agindo conforme a lei.

Passar bem.