MANIFESTO EM DEFESA DOS MANDATOS DOS VEREADORES PROFESSOR JOSEMAR E ROMARIO REGIS

MANIFESTO EM DEFESA DOS MANDATOS DOS VEREADORES PROFESSOR JOSEMAR E ROMARIO REGIS

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 10.000!
Com 10.000 assinaturas, é mais provável que esta petição chame a atenção das(os) tomadoras(es) de decisão!
Mandato Professor Josemar e Mandato Romário Regis criou este abaixo-assinado para pressionar A população de São Gonçalo e ativistas dos movimentos sociais

MANIFESTO EM DEFESA DOS MANDATOS DOS VEREADORES PROF. JOSEMAR E ROMARIO REGIS

Na última quarta-feira (15/12) durante a abertura da sessão da Câmara Municipal de São Gonçalo, fomos surpreendidos com a leitura de uma representação da mesa diretora, enviada para a Comissão de Ética contra os vereadores Prof. Josemar (PSOL) e Romário Regis (PCdoB) por quebra de decoro parlamentar ao ajudar profissionais da educação a adentrar os espaços da Câmara para acompanharem a sessão do dia 14 de dezembro, onde foi votado um novo Plano de Carreiras, Cargos e Remunerações da Educação. 

Os dois mandatos representam uma oposição responsável que vem debatendo melhorias para o município, foram linha de frente em defesa de um plano de vacinação para cidade, na luta pelo NASF, a regularização do kit merenda, contra o aumento da alíquota previdenciária de 14% dos servidores, na luta contra a intolerância religiosa e muitas outras pautas que fazem desses dois mandatos trincheiras de luta de diversos movimentos sociais do município.

Na sessão de terça-feira, dia 14/12, os dois vereadores se colocaram à disposição de garantir a participação dos profissionais de educação dentro do plenário da Câmara, pois seria uma votação de interesse direto desses servidores. Esse é o principal fato para que a Mesa Diretora da Câmara tenha feito uma representação que coloca esses dois mandatos na comissão de ética. 

Diante de um parlamento que não tem tradição democrática e nem sabe lidar com pensamentos divergentes, o encaminhamento para tentativa de silenciamento foi a famosa tática que a direita mais gosta de usar: a perseguição política.

Caso a representação da Mesa Diretora seja aceita pela Comissão de Ética, os parlamentares podem ser punidos através de censura (verbal ou escrita); suspensão temporária do exercício do mandato e até perda do mandato, segundo art. 11 do Código de Ética da Câmara, criado em 2017.

Por isso, é fundamental defender os dois mandatos contra esta evidente perseguição política e tentativa de intimidação. Contamos com o apoio de todas e todos que acreditam na democracia e na importância que os dois mandatos têm tido para que o município de São Gonçalo possa se desenvolver cada vez mais. Em defesa da classe trabalhadora e da melhoria das condições de vida dos gonçalenses.

Assine este manifesto e ajude a compartilhar!

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 10.000!
Com 10.000 assinaturas, é mais provável que esta petição chame a atenção das(os) tomadoras(es) de decisão!