Pelos DIREITOS TRABALHISTAS dos ex-funcionários da VARIG, que estão há 14 anos sem receber

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 50.000!


Somos mais de 13 mil ex-funcionários da VARIG e estamos há 14 anos sem receber nossos direitos trabalhistas! Do dia para a noite, perdemos nossos empregos, nossos direitos e estamos em sérias dificuldades financeiras e sociais desde 2006. Agravando-se ainda mais nesta atual situação pela qual passamos devido à pandemia e suas consequências.

Vimos por meio deste instrumento, solicitar ao Sr. Juiz Alexandre de Carvalho Mesquita, da 1ª Vara Empresarial do TJRJ, que atenda aos credores trabalhistas das empresas VARIG, RIO SUL e NORDESTE que, após 14 anos, continuam sem receber seus direitos trabalhistas.

Como é de conhecimento do Sr. Juiz, a Unidade Produtiva FAC – Flex Aviation Center será leiloada no próximo dia 25 de novembro de 2020 com lance mínimo de R$ 122.051.187,00 e, não havendo licitantes, estará reaberto para lances pela melhor oferta no dia 09/12/20, onde não serão aceitos lances inferiores a 50% do valor da avaliação.

Pedimos ao Sr. Juiz que, após a conclusão seja ela qual for, que sejam reservados 80% do valor arrecadado para ser rateado entre nós, credores trabalhistas, que vivemos até os dias de hoje uma luta árdua e injusta, pois recebemos, após muita luta e exposição, um rateio por ano e isso veio a ocorrer somente nos anos de 2017, 2018 e 2019.  

Esperamos que, de fato, o Sr. nos ouça, pois enfrentamos as dificuldades de mercado, a idade avançada e uma mão de obra especializada em um mercado que vem encolhendo cada vez mais. Não nos deixe a míngua neste ano sofrido de 2020, uma vez que, infelizmente, tem sido essa a sistemática adotada pela Massa Falida nesses últimos 3 anos –  tentar minimizar nosso prejuízo em relação aos nossos direitos trabalhistas, mas muito longe de realizar sua totalidade.

Este abaixo-assinado conta com TODOS que nos apoiam através de suas assinaturas para que possamos receber nossos direitos trabalhistas. Minimizando, dessa forma, um pouco do sofrimento que estamos vivendo nesses 14 anos. A opinião pública fica indignada quando aparecemos nas ruas lutando por direitos, pois acham impossível que, após tanto tempo e com o enorme patrimônio que fora construído pela VARIG, os credores trabalhistas ficarem sem receber.

Que neste ano de 2020 possamos ter, mesmo que pequena, mas uma parte financeira de mais um patrimônio que se vai da VARIG, construído com o fruto de nosso trabalho!