Apoio ao PL do Mandato Pop para impedir volta às aulas presenciais de forma irresponsável

Apoio ao PL do Mandato Pop para impedir volta às aulas presenciais de forma irresponsável

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!
Com 1.000 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!
Professores Sanca criou este abaixo-assinado para pressionar À comunidade escolar, trabalhadoras/es da educação, estudantes e familiares

Este abaixo assinado tem por objetivo declararmos nosso apoio ao Projeto de Lei apresentado pelo Mandato Popular nesta sexta-feira, dia 29 de janeiro, à Câmara de vereadores. 

Por meio deste PL pretendemos impedir o retorno às aulas presenciais de forma irresponsável que vai causar o agravamento desta crise sanitária, de saúde e humanitária que estamos atravessando devido à pandemia da Covid 19. 

Este PL também propõe isenção tributária para estabelecimentos comerciais afetados por um eventual lockdown que vise minimizar a curva de contágio em nosso município, além de exigir um Plano de Imunização, um Plano de Contingenciamento e um Protocolo Sanitário por parte do executivo municipal.

Veja os detalhes no link e aproveite para deixar seus comentários e sugestões!
APRENDIZAGEM SE RECUPERA, VIDAS NÃO.
https://docs.google.com/document/d/1rorIWrGJJT0KJrgarF0a1U3N_NHCKc2cGl7bbbtkwyE/edit?usp=sharing

Esta doença já matou mais de dois milhões e duzentas mil pessoas no mundo, sendo que mais de 224.500 destas mortes ocorreram aqui no Brasil. Na semana  que passou, tivemos o segundo maior número de mortes de todas as 44 semanas de pandemia no Brasil: perdemos 7500 pessoas para a Covid-19. Foram 360.721 novos casos no Brasil nesta semana que passou.

Infelizmente, caso insistam na reabertura das escolas sem prévia vacinação de todos, testemunharemos um agravamento muito maior da situação.

Não importa se os estudantes que retornarão às aulas presenciais sejam 10, 20 ou 35%: crianças e adolescentes podem ser assintomáticos, carregar alta carga viral e contaminar os familiares, inclusive os idosos. A volta de qualquer quantidade de alunos é um risco para estudantes, servidores, familiares e toda a sociedade.

Segundo Dimas Covas, do Instituto Butatan, as escolas não devem abrir agora, pois vai aumentar em 15% a circulação de pessoas no estado e, consequentemente, aumento da transmissão do vírus.

O conteúdo e a aprendizagem, podemos recuperar; as vidas perdidas, não!

Estudos publicados esta semana na revista Lancet indicam que as crianças têm 60% mais chances de transmitir o vírus da Covid-19 do que os idosos, quando se infectam, por causa do contato mais próximo com os pais ou outros parentes que não se protegem tanto no dia a dia no contato com os filhos. 

Alguns países europeus estão novamente com as escolas fechadas em decorrência da segunda onda.

Além disso, dados recentes da Secretaria de Saúde de São Paulo e do Paraná indicam que a contaminação das pessoas entre 10 e 29 anos aumentou e, consequentemente, o número de pessoas contagiadas.


Em nosso município, até hoje, tivemos 8.549 casos positivos para a doença, totalizando 97 mortos até a presente data. Infelizmente, a taxa de ocupação dos leitos especiais para COVID-19 de UTI/SUS está hoje em mais de setenta por cento.

É importante também salientar que, no documento intitulado ATUALIZAÇÃO MENSAL SOBRE A COVID-19 EM SÃO CARLOS, SP, de 01/02/2021, o médico epidemiologista, professor no Departamento de Medicina e no Curso de Pós-graduação em Gestão da Clínica – UFSCar, Bernardino Geraldo Alves Souto, considerando que os indicadores que verificam o controle da pandemia, propostos pela Fiocruz e pela OMS, mostraram que a epidemia está se agravando de forma acelerada recentemente, agravando o cenário epidemiológico, e que há menor controle da transmissão comunitária, ressalta a importância de que sejam imediatamente aplicadas estratégias para controlar a pandemia sob risco de sobrecarga intolerável do sistema de saúde, aumento do número de doentes e mortos e prejuízo à possibilidade de que a vacinação seja eficiente em reduzir a curva epidêmica; além de contribuir com as chances do vírus sofrer mutações, dificultando ainda mais o controle da pandemia.


Nossa luta deve ser pela imunização, que é um processo coletivo. VACINA para todes é o que possibilita imaginar retornarmos presencialmente às aulas.


Nossa luta do dia a dia é por educação de qualidade. Neste momento da pandemia, para nós, o que importa é a vida. Se estivermos vivos, quando vencermos a pandemia, a educação será realmente nossa prioridade. Por ora, continuaremos dando nosso melhor no ensino remoto.


       Em defesa da vida!


Colaboraram na redação desta carta aberta: educadores do PSOL São Carlos


São Carlos, 1 de fevereiro de 2021.

0 pessoa já assinou. Ajude a chegar a 1.000!
Com 1.000 assinaturas, é mais provável que essa petição seja recomendada a outras pessoas!