Veganismo Paraíba

36,894 supporters

Abolir toda a exploração animal!

    Started 1 petition

    Petitioning José Evanuel Moreira Bezerra, José Roberto Santos Cunha, Joventino Pontes de Souto, José Laelson Alves Borges, Jefferson Souto Ferreira, Geraldo de Souza Leite, Francisco Edson Queiroz de Lima, Eno...

    Cuité (PB) SEM VAQUEJADAS E RODEIOS!

    João Neto, com Veganismo Paraíba, com auxílio de Kaz, com Nação Vegana Brasil, criou este abaixo-assinado para requerer à Câmara Municipal de Cuité-PB. Há muitos eventos de vaquejada em Cuité-PB, os rodeios são menos frequentes, porém, o tempo que passam é suficiente para que se análise a ignorância explícita em toda hostilidade e crueldade. Transcrevo aqui os parecer da Dra. Irvênia Prada, em relação ao rodeio: “os olhos dos animais mostram uma grande área arredondada, luminosa, consequente à dilatação de sua pupila. Na presença de luz, a pupila tende a diminuir de diâmetro (miose). Ao contrário, a dilatação da pupila (midríase) acontece na diminuição ou ausência de luz, na vigência de processo doloroso intenso e na vivência de fortes emoções (medo, pânico..) e que acompanham situações de perigo iminente, caracterizando a chamada Síndrome de Emergência de Canon. No ambiente da arena de rodeio, o esperado seria que os animais estivessem em miose, pela presença de luz. Assim, a midríase que exibem é altamente indicativa de que estejam na vigência da citada Síndrome de Emergência, o que caracteriza o sofrimento mental.” De acordo com a CFMV, a queda violenta ocasionada durante a vaquejada pode resultar em contusões na musculatura do animal e lesões aos órgãos internos.Além do sofrimento psicológico, devido ao fato da sensação de perseguição, assim como destaca a Dra. Irvênia Prada, a qual enfatiza também as lesões orgânicas. Parecer técnico da professora Júlia Matera (Presidente da Comissão de Ética da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo), trancrito a seguir: “A utilização de sedém, peiteiras, choques elétricos ou mecânicos e esporas gera estímulos que produzem dor física nos animais, em intensidade correspondente à intensidade dos estímulos. Além da dor física, esses estímulos causam também sofrimento mental aos animais, uma vez que eles têm capacidade neuropsíquica de avaliar que esses estímulos lhes são agressivos, ou seja, perigosos à sua integridade”. Vale também ressaltar um estudo da UFCG Campus Patos, que constatou percentual relevante de ocorrência de tendinite, tenossinovite, exostose, miopatias focal e por esforço, fraturas e osteoartrite társica em cavalos usados na vaquejada. O artigo 225,§1º, inciso VII, da Constituição da República, incumbe ao Poder Público vedar as práticas que submetam animal à crueldade. Esta obrigação possui caráter acautelatório. Sendo este artigo uma cláusula pétrea constitucional, decorrente do fato de caracterizar-se como direito a um meio ambiente equilibrado para todo e qualquer indivíduo. O artigo 32 da Lei 9.605/98 impõe detenção de três meses a 1 ano e multa a quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, ou, realizar experiência dolorosa ou cruel em animal ainda em vida, com punição aumentada de um sexto a um terço se resultar em morte ao animal em questão. O desígnio deste abaixo-assinado é apresentá-lo a Câmara de Vereadores da Cidade de Cuité-PB, com a finalidade de pressionar estas autoridades quanto a nessecidade da abolir tais torturas em nossa cidade.    

    Veganismo Paraíba
    36,894 supporters