BRIDJE - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento, Justiça e Equidade

1,124,125 supporters

O BRIDJE (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento, Justiça e Equidade) é uma associação sem fins lucrativos, idealizada na busca de melhorias sistêmicas em aspectos sociais e econômicos na vida dos cidadãos.

Started 3 petitions

Petitioning Ministério Público do Mato Grosso, Ministerio Publico, Corregedoria-Geral do Ministério Público do Mato Grosso

Não aos R$ 2,2 milhões gastos em iPhones com dinheiro público!

Queremos a revogação da licitação que adquiriu R$ 2,2 milhões em celulares top de linha para uso "profissional" dos procuradores e promotores do Ministério Público do Mato Grosso, que já ganham R$ 35 mil por mês, além dos inúmeros auxílios e benefícios. No início de novembro de 2020, o Ministério Público do Mato Grosso abriu edital (Pregão Eletrônico nº 91/2020) de licitação com o fim de adquirir celulares top de linha para seus procuradores e promotores. O edital fazia exigências como câmera tripla e iOS atualizado, ou seja, a licitação especificava iPhones de última geração.  No total, foram gastos R$ 2,2 milhões com 400 celulares dos seguintes modelos: iPhone 11 Pro Max, Samsung Galaxy Note 20 Ultra, Galaxy S10 e Galaxy A01. A compra de iPhones resultou no maior gasto: foram 201 unidades adquiridas no valor de R$ 8.376,00 cada, totalizando quase R$ 1,7 milhões. Não há dúvidas de que as câmeras triplas, os processadores de última geração e o preço que vem com a marca desses celulares vão além das necessidades de trabalho dos servidores, que quase sempre se resume a visualizar PDFs! É claro que a compra não foi feita para auxiliar o trabalho dos procuradores: foi uma forma de usar dinheiro público em benefício de particulares.Um luxo inaceitável, principalmente em meio a uma pandemia, com a área da saúde precisando de receitas urgentes para tratar doentes nos hospitais. Ministério Público do  Mato Grosso, revogue esta licitação e cancele a compra. Exigimos respeito ao dinheiro do contribuinte.

BRIDJE - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento, Justiça e Equidade
11 supporters
Petitioning PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, Vice-Presidência da República, Ministério Publico Federal

Não à esteira de R$ 44 mil do Vice-Presidente

O Governo Federal abriu, no dia 25/05/2020, licitação de R$ 44 mil para adquirir uma esteira ergométrica para a Vice-Presidência da República. A justificativa seria a de que o Palácio do Jaburu (residência do Vice-Presidente) não possui "aparelho minimamente adequado" para a prática de atividade física. Segundo o edital (Pregão nº 03/2020), um aparelho adequado deve possuir tela touchscreen de alta definição, TV, internet, conectividade sem fio e "cursos interativos". Uma esteira com estes requisitos é semelhante à da foto, e custa R$ 44 mil, o preço de um carro popular 0km. Com este valor, faltaria pouco para comprar um respirador utilizado no tratamento do COVID-19 (R$ 50 mil). Seriam pagos pelo menos 73 auxílios emergenciais (R$ 600), ou 1.073 bolsas-família (R$ 41). Não precisamos dizer que existem opções muito mais baratas no mercado, plenamente adequadas às atividades físicas do Vice-Presidente ou de qualquer brasileiro. Por isso, fizemos um abaixo-assinado pedindo o cancelamento do edital. Seja qual for sua posição política, se você apoia o fim das mordomias públicas, assine e compartilhe. Precisamos demonstrar ao Presidente e ao Vice-Presidente o nosso descontentamento. Não podemos aceitar o menor dos gastos irresponsáveis.

BRIDJE - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento, Justiça e Equidade
19 supporters
Petitioning Supremo Tribunal Federal (audiência)

Queremos o fim das passagens de primeira classe para os ministros do STF!

O ministro Teori Zavascki assinou um documento (Resolução nº 545/2014) que determina viagens de primeira classe para todos os ministros em voos internacionais. As diárias em hotéis chegam a 727 dólares (aproximadamente 2.700 reais), enquanto as passagens em voos de primeira classe podem custar 40 mil reais. Como comparação, as passagens econômicas, usadas pela maioria da população, custam por volta de 4 mil reais. Também foi decretado que cada ministro pode gastar 3 salários mínimos por dia nessas viagens, ou seja, cada ministro ganha 1 salário mínimo a cada 8 horas, enquanto muitas famílias se sustentam com 1 salário (ou menos) ao mês! Apenas em maio de 2018, o ministro Dias Toffoli gastou, sozinho, 74 mil reais entre passagens de primeira classe e diárias de luxo em apenas uma viagem para a Rússia. Em outubro do mesmo ano, gastou 58 mil reais viajando para Veneza. Faça as contas e veja quanto isso custa aos cofres públicos, uma vez que todos os ministros possuem esse privilégio. O Brasil é um dos países com a pior distribuição de renda no mundo, deixando poderosos usufruírem do luxo, enquanto muitos passam a vida tentando garantir o mínimo para sobreviver. Assine esta petição para mostrar que a população está olhando para esses gastos, não podemos manter o luxo dos ministros do STF!   *Os dados foram obtidos através do Portal da Transparência do STF.

BRIDJE - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento, Justiça e Equidade
1,124,096 supporters